Recortes de uma vida...

Recortes de uma vida
É o que eu vejo na TV
E parece que cada parte
É distante demais pra viver

Por que eu escrevo assim?
Por que me sinto recortado?
É tão difícil me juntar
Se me sinto tão separado

Acontecem dentro da gente
Os desentendimentos
Confusos pensamentos
Que estão somente desencaixados

Eu queria poder ver de longe
Todo o meu próprio cenário
Ajustar a luz e as sombras
Desfazer o desnecessário

Com calma ver cada detalhe
Que aos poucos vão ficando claros
Era ali que moravam os sentimentos
Que eu não tinha reparado

Essas peças fora dos lugares
Recortes de uma lembrança
Quando conecta num retrato
Espalha de novo a esperança

Eu queria poder ver de longe
Todas as peças do meu formato
Para conseguir decidir fácil
Qual delas eu desencaixo

Algumas temos que tirar
Jogar fora para limpar espaço
Aquelas que não agregam
Feitas sob medida
Mas que só nos deixam em descompasso

Todos os recortes de uma vida
Que no fundo não faz sentido
Queria poder ver ao longe
Tudo que está confundindo
Meus sentimentos mais feridos

Para as feridas mais graves
Eu tiraria as carnes e dores
Para as menos profundas
Bastaria curar com amores

Ah, os amores retratados
Em cada peça e pessoa
Essas seriam as promessas
Que eu faria a noite às flores

Prometo, primavera inteira
Para quem comigo quebrar a cabeça
Montando num só mosaico
O resto de nossas vidas
O Amor preferido
Nos recortes mais bonitos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O misterioso Escorpião!

Arte: Fine Art de Vladimir Kush...

Não morrer jamais...