Desafio de Escrita #5 - Um Objeto Cotidiano

Escolhi um que nos prende e sufoca, controla. Parece malvado falando assim, mas ele sempre está no lugar, e algumas vezes conforta...
#Desafio30DiasdeEscrita
#UmObjetoCotidiano
_______________________________________________________

Não penso nele como um objeto, sinceramente, tamanho é o seu poder, além de nós fazer sempre companhia, onde quer que esteja ele também está. Afinal é impossível controlar de forma tão poderosa os humanos se não estivesse lá todo o tempo para não se fazer esquecer.

Somos pequenas máquinas de esquecimento, perdemos tempo, deixamos para depois, procrastinando nossa própria história e esse pequeno objeto está sempre ao lado, julgando nosso atraso.

É nele e por ele que o mundo gira, engraçado pensar nisso agora, porque falamos dos egoístas como se tivesse o Sol na barriga, deveríamos falar que seu objetivo principal é ser maior que o relógio.

Ele tica e taca o tempo todo e diz que nosso tempo esgotou-se! Que cruel ser de engrenagens mágicas, que não precisa seguir o sol para dizer as horas e que o aposentou. Se o calor do sol não fosse necessário, o homem já teria feito algo para o apagar, tudo por causa do relógio que tica e taca no ouvido impedindo a humanidade de esquecer e aproveitar seu tempo.

Vamos Alice! Estamos atrasados!

O único alívio que ele da é quando acordamos assustados no meio da madrugada, de um sonho que fez o coração acelerar e avançar mais rápido que o relógio, que quando consultado, tomado de uma empatia incomum nos diz que ainda podemos descansar mais uma hora.
Ufa, foi só um pesadelo.
Dorme bem e até já já. Quando eu despertar.
Boa noite....

Bom dia!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O misterioso Escorpião!

Arte: Fine Art de Vladimir Kush...

Não morrer jamais...