Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

Enquantos ciclos...

Ciclos Mayas - Laura S. Dorado
Enquanto somos adultos aprendemos a mostrar que estamos bem, mas por dentro tudo está uma bagunça, a vida segue seu curso natural.
É um eterno baile entre certezas e confusões, mas aos poucos tudo vai fazendo sentido. Um pouquinho a cada dia, a cada pôr do sol com cores estonteantes e cada lua e suas fases, faces e lugares ao lado das estrelas.

Hoje você é uma criança, cheia de esperanças e com o sorriso mais sincero que existe! Cativante, brilhante inocente em cada passo que aventura e gosta de aventuras mais que tudo!
Amanhã, você é um jovem, cheio de medos e inseguranças, preparado para nada, emocional, passional, apaixonante, a beleza é abundante, a idade das experiências, das primeiras vezes!
Depois de amanhã é um jovem adulto, começa a trabalhar enquanto ainda termina a faculdade, define o seu futuro, o que fazer daqui 1 ano, daqui 5 anos, talvez, onde estará quando fizer 30 ou 40. Parece distante, parece eternamente distante, por enquanto ainda é.

Você talvez tome rumos muito diferentes. Diferentes de "todo mundo". Já acabou aquela receita pronta para uma vida de sucesso: crescer, trabalhar numa boa empresa, casar, ter filhos e envelhecer cercado de netos e natureza. Que tolo sou de relembrar essa regra batida! Só que tolo mesmo era quem acreditava, antigamente, enquanto todo mundo fazia coisas diferentes, senão no dia a dia, nas sombras dos segredos! E quantos segredos se guarda nessa fase da vida? Quantos segredos temos quando somos jovens e temos os medos e as vontades em eterno conflito, mas a coragem sempre vence, e a gente bate a cara em vários obstáculos até que aprendemos a desviar.

Semana que vem, porque a juventude é longa e gostosa de viver enquanto a semana não termina, na semana que vem, somos adultos. Pés no chão, dinheiro no bolso, não muito, mas tem, as mesmas incertezas com um pouco mais de experiências, poder de escolha, mente em turbilhão pelas contas, pela rotina, pela parceria e as poucas e boas amizades que ainda são frequentes, tudo parece em ordem. Tudo segue um fluxo que de agora em diante é cada vez menos acidentado. Um pouco mais confortável.
Enquanto houver conforto, tudo parece em paz.

E na outra semana, os cabelos embranquecem, como é mágico envelhecer, ver o tempo fazer suas contas, explodir de alegria, mas com calma para não comprometer as costas, nem o coração! Ai meu coração!
É a vez de aproveitar, desacelerar para quem consegue, acelerar ainda mais para aproveitar tudo que segurou enquanto não tinha a liberdade do tempo e da maturidade.

Enquanto tudo isso acontece contigo, comigo, com todos ao nosso redor, inúmeros outros ciclos, pequenos e rápidos, grandes e lentos, rápidos e gigantescos, e claro, os eternos, estão também seguindo seus ciclos, na grande espiral de enquantos, de entantos, de tantos que somos.
E enquanto isso, respire fundo...

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!