Cantando...

A gente vai levando, já dizia o Chico.
Se cantar fosse proibido, eu estaria morto,
ou nem teria nascido. Me proíbem.
É verdade.
Só que lá dentro, o coração bate em canção.
Ritmo de pop, rock, new age. Pra calmar.

Só que coração de quem canta não acalma.
Nem quando pára. Com acento sim. Não pára.
Só descansa por aqui, mas a música continua.
Música é o que nos dá vida, os sonhos, o ritmo,
Cada nota, do Dó ao Si, do grave ao agudo.
Às vezes desafina, não é? Sei bem... agora.

Desafina, sai do ritmo, ou pior, semitona.
Passa raspando e não acerta nenhuma.
Tipo 2016. Você deve saber do que falo...
Ta acabando, reverberando uma nova era!
E mesmo que o show não tenha sido bom,
é hora de aplaudir e respeitar o artista.

Cantando, dançando, fazendo a festa,
eu vou começar um novo ano mais cedo,
antes desse aqui acabar. Antes recomeçar!
Antes ser eu o responsável pela mudança.
Só que a música tem que continuar.
Sem calar, sem parar, sem desanimar.
Para fazer da vida um show, e cada dia
vai ser a faixa de um gigantesco Sucesso!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O misterioso Escorpião!

Arte: Fine Art de Vladimir Kush...

Não morrer jamais...