Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Os sensitivos no mundo globalizado...

No mundo da razão, quem é sensível sofre. Vemos no coração de cada um os sentimentos espremidos, a felicidade estampada na cara é só uma fachada para não parecer fraco e a força que eles fazem para que se mantenha o disfarce é tão grande que torna-se real! Não consigo pensar numa forma de explicar o que se mostra dessas pessoas na visão de um sensitivo. É uma controvérsia tão grande. É uma realidade deturpada. A fachada falsa solidifica-se, tornando o sorriso forçado uma máscara plástica, confortável, todo mundo se acostuma a ver, passa a acreditar e convive tranquilamente com isso. A pessoa que sorri dessa forma aprende a sentir-se feliz assim e ao receber a aprovação dos que estão ao seu redor, conforma-se, transforma-se. Tudo agora é real e feliz. Mas o seu coração apertado transparece no cantinho do olho, na energia, no segundo em que vira a cabeça para olhar para o amigo e deixa o rosto relaxar por ter a atenção roubada, e nessa hora o sensitivo percebe tudo.

A Internet é a vitrine do dia a dia e da felicidade de todo mundo. E os sensitivos conseguem diferenciar uma foto de felicidade de uma foto fabricada, mesmo as digitais. Conseguem sentir e discernir em cada palavra do status compartilhado, onde estão os sentimentos escondidos atrás de cada vírgula. E é indescritível o que vemos nas falsas comemorações, sem emoção alguma, porém com o status sempre positivo! Onde está a realização? Qual é a alegria que carregamos para o colchão ao não conseguir dormir de tão feliz? Vejo muitas pessoas postando que estão com insônia, perguntando-se onde o sono foi passear. Mas os motivos ficam subentendidos. E nós entendemos.

Sensitivos captam em cada palavra do chat o que a pessoa sente enquanto digita e suas diferentes vibrações, é uma nova energia que não se encaixa em nenhuma classe de sentimento ou em nenhuma frequência simples. Há na energia das pessoas hoje em dia diversas amplitudes de todos os tipos de estado de espírito. Tudo ao mesmo tempo, deixando os sensitivos confusos e pesados. Uma palavra dessas pessoas carrega diferentes significados, ampla explicação e quase nenhum sentido, pois ao mesmo tempo que quer dizer: "Ai amiga, eu estou tão feliz!" carrega junto sua preocupação de que essa felicidade acabe, a insegurança de ser passageiro, o mesmo sorriso plástico por estar feliz por algo que nem é tão especial assim, etc. Uma frase com duas palavras muito fortes usadas sem nenhuma consideração pelo que realmente significam. E os emoticons então!? Deixam tudo ainda mais confuso e contraditório.

No mundo onde cada um sente uma coisa diferente, porém seguindo o rumo ditado pela sociedade da superficialidade, se esconde e repreende o verdadeiro sentido dos desejos pessoais, não se faz nada em público para evitar que as pessoas te excluam dos círculos privilegiados, deixando a alma aprisionada junto à sua verdade, que vai sendo esquecida, substituída por outra feita de plástico, e vai definhando, até que o brilho no olhar torne-se igual ao de todo mundo, até que tenhamos tudo que é importante para os outros e que isso deixe de doer, que esteja tudo bem, porque é assim que o mundo é agora.
Por que é assim que o mundo é agora? A gente se pergunta, mesmo sabendo que não da pra entender, mesmo sabendo que não é isso que todos realmente querem, mas continuam a seguir com a maré e a prejudicarem-se. Aos poucos, essa realidade vai se transformando e as pessoas começam a perceber que não tem nada de proveitoso em retorno deste imenso sacrifício, e até lá, vamos aguardar a chegada do discernimento e festejando cada um que liberta-se verdadeiramente da vergonha e do medo de ser quem realmente é.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!