Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

sábado, 11 de julho de 2015

Somos, então, limitados...

Enquanto pensamos num universo completamente infinito, os cientistas querem chegar cada vez mais longe, até o seu infinito limite. Assisti um vídeo do seriado Through the Wormhole do Morgan Freeman que me deixou bastante intrigado e, claro, levantou muitas reflexões. O vídeo fala sobre vivermos em um grande simulador ou um programa de computador, mas essa parte já é conhecida e se encaixa com a Lei do Mentalismo (Tudo é mental), por isso não dei enfase a isso. Se quiser ver o vídeo ta aqui:



Nós somos limitados e por isso queremos sempre encontrar o limite de alguém ou de alguma coisa? Ou, por sabermos que somos limitados pela curta vida na Terra, somos curiosos para ir sempre mais longe, e com isso encontrar identificações? Uma forma de se colocar no mundo e se fazer presente, mesmo sabendo que vamos partir?

Isso me deixa bastante curioso, porque mesmo que ainda não tenha sido provado cientificamente, somos limitados, e temos um determinado número de partículas que pode um dia chegar a ser contabilizada, que nos compõe e diz que somos quem somos e nos dá forma, tamanho e definição. Porém, para muitas pessoas somos infinitos, assim como o universo é infinito e eterno. Pessoalmente, acredito que ambas opiniões estão corretas, afinal de contas, não sabemos qual é a verdade.

Sendo pragmático, somos sim limitados, se não pela quantidade de moléculas que nos compõe, então pelo limite físico, de estar dentro do corpo humano e não poder fazer mais do que nosso corpo é capaz. A mente por outro lado, pode ir além, rapidamente, infinitamente e voltar num flash, não está limitada ou ligada a nada senão a ela mesma. Portanto isso acaba englobando e complementando nossa situação: somos limitados fisicamente e infinitos mentalmente. Ambos são apenas teorias, o que torna tudo indefinido e muito mais interessante.

Há tantas possibilidades, há tantas explicações ainda não provadas, e tantas improváveis que já se provaram verdadeiras, que eu mesmo não gostaria de afirmar nada. Nem mesmo depois de pesquisas e comprovações científicas, pois a mente e o corpo são ligados e, se a mente é infinita, há uma possibilidade da mente influenciar o corpo e assim deixar os estudos sempre incompletos.

Uma coisa que tenho certeza: Tudo é possível! A ciência ainda está longe de descobrir muito sobre a mente e o poder que ela tem. Se somos limitados, acredito sim, mas temos limites para ser ultrapassados e se provamos algo com o passar do tempo é que somos seres que se superam dia após dia. Somos seres em evolução, e isso também, pode ser infinito.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!