Dona Chuva...

Chove lá fora, sabe?
Uma chuva contínua...
Deitado aqui eu escuto
Ela fala sabiamente
Devagarinho e úmida
Diz que veio ajudar

Deitado eu a ouvia
Reclamando na janela
Dizendo pinga, pinga
Aos poucos as mazelas
Do quanto nos faz bem
Quão bom é seu chorar..

Podia chover sem parar
E eu ficaria por aqui
Só te ouvindo lamentar,
Ficaria a vida inteira
Sem ao menos reclamar
E o mundo continuaria
Igualzinho como está.

Obrigado chuva fina
Que veio conversar
E numa hora sagrada
A terra daqui regar.
Não vá, chuva querida
Não deixe a saudade
Ficar no seu lugar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O misterioso Escorpião!

Arte: Fine Art de Vladimir Kush...

Não morrer jamais...