Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

A Teoria de Tudo...

"Deve haver algo muito especial sobre os limites do universo.
E o que pode ser mais especial do que não haver limites?"
Hoje fomos assistir "A Teoria de Tudo" e descobrimos que a vida é bela, cheia de nuances delicados e sutis, além de que ter força de vontade não é tudo, precisamos sempre de alguém para nos ajudar a fazer tudo acontecer. O filme foi muito bem escrito e contou a história de uma forma muito bonita, e em alguns momentos subjetiva, sobre a vida do físico e cosmologista Stephen Hawking, o que transformou a película em uma bela obra de arte com cenas que transbordavam emoção e verdade.

Com cenas belíssimas e atuações incríveis, Eddie Redmayne (Stephen Hawking) e Felicity Jones (Jane Hawking) demonstraram de forma sublime a dificuldade que a doença degenerativa de Hawking afetou a vida dos dois, os desafios cada vez mais pesados e o quanto o tempo, que foi o tema do trabalho de Stephen, afetou a relação. Mostraram com muita sensibilidade os problemas que o casal passou e não desmoronaram, todas as cenas foram permeadas de muita emoção, podia-se ver nos olhos dos atores, mas em nenhum momento demonstraram fraqueza, o que deixou o filme ainda mais cativante.

O roteiro explora o relacionamento de Stephen e Jane Hawking, desde quando se conhecem na universidade de Cambridge, e toda a trajetória do casal, com atenção ao apoio de Jane na carreira e na vida de Hawking. Depois de ser diagnosticado com a doença de Lou Gehrig, ou ELA (que ficou famosa com o "Desafio do Balde de Gelo" pelo mundo em 2014), os médicos dão no máximo 2 anos de vida para Stephen, que até então não sabia qual seria o tema de sua tese para o mestrado. Depois de tentar fugir de todos, Jane se esforça e declara seu amor por Stephen, eles se casam e os dois lutaram juntos contra a doença degenerativa, ultrapassam os problemas e tem 3 filhos.

Como sempre, para saber mais, eu peço que você vá ao cinema e assista o filme, porque vale muito a pena. As cenas e fotografia do filme são impecáveis. E a delicadeza com que a história é contada, o cuidado ao tocar nos conflitos diários e mostrar a força de vontade do casal em continuar a seguir em frente é emocionante.

"Não importa quanto a vida possa ser ruim, sempre existe algo que você pode fazer, e triunfar. Enquanto há vida, há esperança."

2 comentários :

  1. Amei seu post!

    Suas palavras me deixaram com vontade de ver o filme AGORA!
    Ótima narrativa, usou cada palavra de uma forma que despertou um forte interesse!
    Amei o blog. :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Iandara!
      Vá assistir sim, é um filme belíssimo! Vai gostar bastante.
      E volte sempre, o Umikizu vai te receber muito bem! ;)
      Beijão!

      Excluir

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!