Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

O equilibrado Libra...

Cláudia Abreu é libriana.
Já de cara te digo, Libriano, não precisa escolher, leia o texto! Não te dou outra opção para você não ficar confuso, ok? Bem, vamos começar então.
Brincadeiras à parte, não é bom deixar a tomada de decisão nas mãos de um libriano, ele não consegue se decidir, não sem antes ter feito toda avaliação de qual é a realmente a melhor opção e isso pode levar um tempo. Contudo, eles não são indecisos, tem iniciativa e fazem da sua escolha, depois de feita, sempre uma ação firme. Se formos contar, o único real revés do signo de Libra é esse, decidir entre diferentes opções, mas depois de decidir, eles são determinados e valentes para lutar pelo que querem. Tornam-se até cabeça-dura.

O signo do equilíbrio e da harmonia, simbolizado pela balança que está sempre equilibrada, qualquer problema ou ameaça da harmonia tira o libriano do sério, levando-o a lutar bravamente para resolver a situação. O signo de Libra é regido por Vênus, como Touro, e por isso é muito caprichoso, gosta de tudo arrumado, limpo e organizado. Não precisa do luxo que o taurino tanto ama, mas não gosta de bagunça ou confusões, das quais ele foge de fininho.

Libra também é um signo de ar e isso faz com que ele busque companhia sempre, sua boa comunicação e o carisma natural são grandes aliados à essa necessidade, librianos estão sempre rodeados de boas companhias, além de ser um signo que valoriza muito o relacionamento. É difícil ver um libriano solteiro ou sem um romance à vista, eles se envolvem facilmente e gostam do romance. Para Libra, o romance e o amor são muito importantes, assim como a qualidade desse romance que deve ser carinhoso, carismático, requintado e refinado, que ganham muitos pontos. Os signos de ar são muito comunicativos e ativos, rápidos no raciocínio e para os librianos que levam a harmonia muito a sério, uma palavra errada pode ser o fim de tudo.


O signo oposto à Libra é Áries que nas horas de fúria se faz presente, já que nem sempre é possível manter o equilíbrio, pois nessas horas quando a balança sai de prumo, é melhor você sair de perto, pois eles explodem, literalmente! Mas assim que deixam o peso extra em um dos pratos vazar com a explosão, tudo volta ao normal, tudo como era antes. Quase como se nada tivesse acontecido. Recobram o estado natural e por explodirem, não guardam mágoas. Não se vê um libriano cobrando as pessoas por coisas que fizeram no verão passado, pois valorizam as pessoas que estão próximas a eles, e as querem muito bem, pois não gostam de ficar sozinhos. Agora, quando não gostam de alguém não fazem a menor questão de fingir, ignoram com classe, sem destratar ou maltratar. São muito autênticos e sinceros, por isso, amizades só as verdadeiras.

E como o próprio "lema" já diz: Eu equilibro, Librianos são pessoas justas, sempre colocando na balança quando estão sendo justos ou não, injustiçados ou não, e nesses casos eles não ficam em dúvida, tomam a atitude que for necessária para desfazer injustiças, tornando-se verdadeiras feras, especialmente para proteger as pessoas próximas à eles. São solícitos e diplomáticos, resolvendo facilmente qualquer problema ou disputa.

No geral, Librianos são espíritos livres que sabem aproveitar suas vidas ao máximo, que tem um pequeno dilema na hora de fazer escolhas, mas que as levam adiante até o fim quando tomadas, que torna-os determinados e fortes. Uma pessoa de Libra tem a personalidade forte e bem definida e está sempre disposto a ajudar e fazer de qualquer aventura uma oportunidade única de diversão, para viver cada momento como se fosse o último. Afinal de contas, eles são equilibrados e assumem os riscos de cabeça fria, portanto, nos lugares onde os librianos estão, pode ter certeza que haverá uma chance muito grande de que tudo dê muito certo. É só não provocá-los e não fazer tudo virar uma bagunça.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!