Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Em Busca do Teatro Gay...

Hoje escrevo para vocês de SP, de um hostel amigável, com uma chuvinha gostosa caindo. Clima agradável e um dia memorável. Passei pela exposição do Leonardo Da Vinci, que depois farei um post especial, encontrei bons amigos e ainda assisti uma mostra de teatro maravilinda!!

É que durante os meses de dezembro/2014 e janeiro/2015 aconteceu na Casa Contemporânea em SP o evento "Em Busca do Teatro Gay", um trabalho que já vem sendo desenvolvido a algum tempo pelo diretor e organizador Rodolfo Lima, é um questionamento sobre o teatro com temática gay, que propõe debates e expôs o trabalho de vários artista.

Como durante o evento houve uma oficina para alguns atores intitulada "Em busca de um indivíduo cênico" o último dia do evento foi uma mostra dos trabalhos dos alunos e que mostra feliz! Em apenas 5 encontros, os atores mostraram 7 monólogos muito bons e profundos, textos de vários autores, incluindo Caio Fernando Abreu, Pedro Abrunhosa, Fabrício Carpinejar e um texto do próprio Rodolfo, com uma belíssima execução. Além disso, trabalhos mistos de teatro, performance e artes plásticas, que surpreenderam muito.

Partindo dos temas propostos e dos trabalhos apresentados pelos alunos da oficina, acredito que o objetivo do evento foi alcançado e cada uma das pessoas que teve contato com os trabalhos e exposições propostas conseguiu ver e sentir que o teatro com a temática gay tem muita história boa para contar, com muitas emoções e barreiras a vencer. O tema gay que ainda é polêmico pode ser tocado de forma sutil, de forma bruta, com ou sem falar de sexo, mas sempre com uma profundidade que desafia o que se sabe sobre o "meio gay". Os homossexuais são pessoas fortes, que riem dos desastres e problemas que tem que enfrentar no dia a dia, sempre com bom humor.

Adeus meu amor.
Uma instalação feita de improviso. Ao final de todos os trabalhos, a atriz Nathália Mendes Ribeiro tirou os sapatos e deixou na mesma sala onde Hiran Araújo havia performado um texto de despedida, não pude deixar de aproveitar a foto. E uma foto do fim do espetáculo de todos.
Adolfo Barreto, Aurélio Prates Rodrigues, Rodolfo Lima, Emerson Lima, Nathália Mendes Ribeiro, Edilson Lino de Pedro Abrunhosa, Júlia Audi e na frente Hiran Araújo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!