Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

sábado, 31 de janeiro de 2015

Simplificar #2 - Limpeza...

Limpe tudo, renove-se!
Uma das formas de simplificar nossa vida e melhorar nosso dia é constantemente limpar nossa energia e nosso corpo. Quando estamos limpos e livres de más influências, tudo fica mais fácil e claro, até mesmo nosso raciocínio. E com isso atraímos mais e mais energias positivas, ficando mais dispostos e melhoramos a auto-estima.

Uma das formas de manter tudo limpo é durante o banho, quando eliminamos não só a sujeira física e os mau cheiros, mas também onde limpamos nossa energia. Quando estamos tensos e pouco dispostos, um banho sempre da um UP, pois a água é um dos purificadores da natureza, mas essa é só uma das razões. Durante o banho, com uma simples mentalização podemos fazer uma limpeza muito mais profunda e relaxante. Especialmente para momentos de crise hídrica que passamos, é também um exercício de ecologia. Vamos lá.

A preparação começa antes do banho, não tenha pressa, reserve um tempo para tomar banho, pois ele é mais importante que parece. Molhe o corpo e deixe a água passar por todo o corpo, especialmente na cabeça e sobre as costas e ombros. Então com o corpo bem molhado e mais relaxado, feche o chuveiro, deixe uma esponja bem ensaboada preparada, respire fundo e passe o sabonete aproveitando para fazer uma primeira auto-massagem no corpo todo. Passe o sabonete com um pouco de pressão pelo corpo, e demore um pouco nos pontos onde sentir tensão.
Agora com o corpo ensaboado, feche os olhos e controlando a respiração passe a bucha enquanto visualiza toda a sujeira sendo levada por ela, revelando o seu corpo energético e brilhante com muita luz. Vá esfregando o corpo todo, parte por parte, até que visualize o seu corpo limpo e sua energia iluminada e brilhante. Então ligue a água e deixe que ela leve embora de vez toda a sujeira, o cansaço e as tensões pelo ralo. E você ainda economizou água!

Pode fazer isso antes de dormir, coloque um incenso que te acalme e deixe uma música tranquila tocando para potencializar a limpeza e o relaxamento.

Se quiser, quando estiver com o corpo todo ensaboado, pode aproveitar o sabão e fazer uma massagem mais firme no corpo todo para liberar de vez os pontos de tensão, esfregue as mãos mentalizando o relaxamento e também a limpeza do corpo. Passe as mãos pelos membros das extremidades em direção ao corpo para facilitar também a liberação de impurezas do organismo. Massageie com calma a barriga e o peito, reconheça e acaricie todas as partes do seu corpo, de olhos fechados e sem preconceitos. Ame seu corpo. É um exercício completo!

Depois enxugue-se em uma toalha limpa e hidrate o corpo com produtos naturais, de preferência. Tome água e fique em paz por uns minutos. Você vai sentir a diferença imediatamente!

Mude sua vida! É simples e gostoso!
Logo mais dicas de bem estar e como simplificar a vida!

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Exposição: Leonardo Da Vinci - a Natureza da Invenção...

Exposição Leonardo da Vinci - Centro Cultural Fiesp / Sesi-SP
E nesse final de semana eu fui visitar a exposição do Leonardo Da Vinci - a Natureza da Invenção, que estará no Centro Cultural Fiesp - Ruth Cardoso na avenida Paulista, 1313 em São Paulo até o dia 10 de maio de 2015. Então corre que dá tempo de ver.

Desde criança quando aprendi sobre Leonardo em um cd educativo que felizmente tive acesso graças ao meu primo ter um computador, raridade no começo dos anos 90, sou fã da genialidade desse cientista, matemático, físico, engenheiro, inventor, anatomista, pintor, escultor, arquiteto, botânico, zoólogo, geólogo, poeta, filósofo e músico, Está bem? Um gênio artista! Nascido na comuna italiana de Vinci, província de Florença, foi criado pelo pai Piero da Vinci que era advogado, Leonardo foi um talentoso inventor e brilhante artista e uma das pessoas mais talentosas e curiosas que o mundo já conheceu. Precursor de muitas das máquinas e tecnologias que usamos hoje e que só tornaram-se realidade no século XX.

Suas obras e invenções tem como principal inspiração a natureza, o movimento dos animais, as complexidades do corpo humano, as nuances dos eventos naturais como chuva, vento e o movimento das marés, que à partir da observação desses fatores fizeram com que Leonardo desenhasse e buscasse sempre uma alternativa para criar suas invenções, pintar suas obras e desafiar o impossível. E sinceramente, eu imagino um jovem Leonardo, com um caderno na mão direita e um carvão na mão esquerda, desenhando um pássaro em pleno voo enquanto sente o vento e registra sua velocidade e direção, que no meio do desenho troca o caderno e o carvão de mãos pois a ave passou por ele e mudou o ângulo de observação. Pois ele também era ambidestro.

Este homem sim, para mim, foi um artista completo, uma pessoa completa. Para mais informações e curiosidades, visitem a exposição. Infelizmente não tem espaço físico ou viabilidade para comportar todas as suas obras, especialmente as obras de arte, que senti muita falta na exposição. Porém isso é de certa forma compensado pelas maquetes e jogos que deixam com que você experimente as invenções de Leonardo e verifique por si mesmo a funcionalidade das obras. Agora curta algumas fotos da exposição para deixar com mais água na boca.







Projeções incríveis para mostrar como Leonardo entreteve as festas da corte e no teatro.
"Detalhe para o relógio astrológico ao fundo."

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Em Busca do Teatro Gay...

Hoje escrevo para vocês de SP, de um hostel amigável, com uma chuvinha gostosa caindo. Clima agradável e um dia memorável. Passei pela exposição do Leonardo Da Vinci, que depois farei um post especial, encontrei bons amigos e ainda assisti uma mostra de teatro maravilinda!!

É que durante os meses de dezembro/2014 e janeiro/2015 aconteceu na Casa Contemporânea em SP o evento "Em Busca do Teatro Gay", um trabalho que já vem sendo desenvolvido a algum tempo pelo diretor e organizador Rodolfo Lima, é um questionamento sobre o teatro com temática gay, que propõe debates e expôs o trabalho de vários artista.

Como durante o evento houve uma oficina para alguns atores intitulada "Em busca de um indivíduo cênico" o último dia do evento foi uma mostra dos trabalhos dos alunos e que mostra feliz! Em apenas 5 encontros, os atores mostraram 7 monólogos muito bons e profundos, textos de vários autores, incluindo Caio Fernando Abreu, Pedro Abrunhosa, Fabrício Carpinejar e um texto do próprio Rodolfo, com uma belíssima execução. Além disso, trabalhos mistos de teatro, performance e artes plásticas, que surpreenderam muito.

Partindo dos temas propostos e dos trabalhos apresentados pelos alunos da oficina, acredito que o objetivo do evento foi alcançado e cada uma das pessoas que teve contato com os trabalhos e exposições propostas conseguiu ver e sentir que o teatro com a temática gay tem muita história boa para contar, com muitas emoções e barreiras a vencer. O tema gay que ainda é polêmico pode ser tocado de forma sutil, de forma bruta, com ou sem falar de sexo, mas sempre com uma profundidade que desafia o que se sabe sobre o "meio gay". Os homossexuais são pessoas fortes, que riem dos desastres e problemas que tem que enfrentar no dia a dia, sempre com bom humor.

Adeus meu amor.
Uma instalação feita de improviso. Ao final de todos os trabalhos, a atriz Nathália Mendes Ribeiro tirou os sapatos e deixou na mesma sala onde Hiran Araújo havia performado um texto de despedida, não pude deixar de aproveitar a foto. E uma foto do fim do espetáculo de todos.
Adolfo Barreto, Aurélio Prates Rodrigues, Rodolfo Lima, Emerson Lima, Nathália Mendes Ribeiro, Edilson Lino de Pedro Abrunhosa, Júlia Audi e na frente Hiran Araújo.

sábado, 24 de janeiro de 2015

Uma nova história...

‪#‎AHistóriadoPássaroAzulRadioativoGeneticamenteModificadodaEscócia‬
"Tudo por aqui continua o mesmo
Os pássaros voam lá fora
Não são azuis como os da Escócia
Uma pena. Ele lá e eu cá
Era bom ouvir ele cantar!
Saudades do pequenino..."

Assim será uma nova história que estou escrevendo!
Quem sabe, lance este livro antes da coletânea do Umikizu!?
Quem sabe, não é?

Aguardem! `^^´

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Simplificar #1 - Respiração...

Uma vida simples, é pacifica e saudável
Eu sou uma pessoa que gosta das coisas o mais simples possível, pois facilita o entendimento, a reprodução e a execução de tarefas, auxilia no uso completo de nossas habilidades, sejam elas quais forem, e o principal objetivo, poupar tempo. Com tempo e atitudes que simplificam nossas vidas, podemos aproveitar mais nossos momentos de lazer e cultura.
Com este primeiro texto, vou propor primeiro uma reflexão para que você preste mais atenção no seu dia a dia e na execução de suas tarefas para identificar possíveis dificuldades que tenha em cumpri-las, se há maneiras mais fáceis de fazer o que precisa e especialmente para eliminar as gordurinhas, tire tudo o que é desnecessário e que você faz mesmo sem saber exatamente o porquê. Essa é a etapa mais importante, pois além de ser a primeira ela vai acabar tornando-se um habito, sem virar um vício, pois se você começar a enxugar hábitos demais de uma só vez, vai acabar tornando-se um fanático e vai ficar incomodado com o modo como as outras pessoas ao seu redor agem. Isso só vai te prejudicar e não ajudar.

Sem pressa e sem ansiedade, este é um exercício muito interessante também para desenvolver sua percepção de si mesmo, tanto quando está sozinho, quanto perto de sua família e pessoas conhecidas e também quando está em público. Por mais desencanado que uma pessoa possa ser, ela naturalmente se "adapta" ao meio e às pessoas que estão próximas de si, tanto nas atitudes como nos modos, perceber essa mudança pode te ajudar a entender mais sobre sua personalidade, além de te ajudar a controlar os modos desnecessários, te deixando mais a vontade, mais você mesmo, em todos os lugares.

Como este é um exercício que depende única e exclusivamente de você, o que posso fazer para te ajudar é passar alguns exercícios de respiração que vão auxiliar no seu relaxamento e que vai te deixar mais disposto para executar suas tarefas, com a mente mais tranquila e atenta. A respiração controlada e consciente é uma das formas de aumentar o fluxo de energia vital do corpo e melhora as funções do sistema nervoso.

Para quem nunca fez exercícios de respiração, comece sentando-se num lugar calmo e confortável, mantenha a postura ereta e então respire fundo e devagar pelo nariz e solte pela boca também devagar, e enquanto respira, sinta o seu corpo relaxar, relaxe os músculos e limpe sua mente das preocupações. Agora faça a seguinte respiração:


- Inspire devagar pelo nariz contando até 10. Prestando atenção na respiração somente.
- Prenda o ar nos pulmões por 5 segundos, sem pressa, sem pressão.
- E solte o ar contando também até 10. Lembrando que no 10 você terminou de soltar todo o ar.
Repita esta respiração pelo menos 7 vezes e depois que se acostumar, vá aumentando gradativamente o número de repetições.

E quando precisar de mais energia, faça o seguinte:
Relaxado e concentrado em sua respiração, aspire o ar pensando em fortalecer seu corpo e mente.
- Encha os pulmões em 2 segundos respirando pelo nariz. Essa respiração é mais rápida e forte.
- Prenda o ar nos pulmões por 2 segundos.
- Solte o ar pelo nariz também em 2 segundos. Sem violência, mas rapidamente.
Repita pelo menos 10 vezes para que a oxigenação seja mais forte. 

Aliada a um alongamento diário, controlar sua respiração trará benefícios imediatamente perceptíveis no seu humor e na disposição com que vai encarar o dia. Comente aqui os resultados e compartilhe esses exercícios com seus amigos.

Abraços de Luz!

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Onde vivem os monstros...

"Eu posso lhe mostrar seu reino. Isto é tudo seu, você é o dono deste mundo. Tudo que você vê é seu. Menos o buraco, aquele buraco é do Ira, quer dizer, a árvore é sua, mas o buraco é do Ira. Mas todo o resto é seu! Menos a pedra ali, ela não é sua, a pedra pequena perto da pedra grande, mas tudo mais no reino é seu. Menos o graveto, aquele gravetinho ali não é seu."

Hoje eu reassisti "Onde vivem os monstros" (Where the wild things are) e me encantei mais uma vez com o universo fantástico das crianças e suas personalidades. Apesar da melancolia do filme, acredito que seja uma mensagem real de que todos nós somos um pouco solitários e precisamos de companhia. Além de haver uma fera dentro de cada um de nós, que é violenta, que é absurda e que precisa sair do corpo de vez em quando, para então voltarmos à realidade e continuar a nossa caminhada sem ferir mais ninguém.

No mundo das crianças tudo acontece muito rápido, não só na imaginação e nas brincadeiras, mas no intervalo da escola, quando em 20 minutos as crianças são capazes de jogar bola, brigar por causa do jogo, desfazer a amizade "para sempre" e logo depois, quando bate o sinal para voltar pra sala, voltar a ser amigos novamente e sem ressentimentos. Porém, quando uma criança sente-se ameaçada e está com ciúmes, especialmente de sua mãe, pode tornar-se uma fera e ter um verdadeiro ataque de nervos. Isso é natural e acontece com o garoto Max, o protagonista do filme.

Max é um garoto solitário, que vive com a mãe Connie e a irmã mais velha Claire. A mãe se divorciou e trabalha o tempo todo para poder cuidar dos filhos, e a irmã adolescente não quer saber do irmão mais novo e cheio da mais viva imaginação infantil. Por isso na maioria do tempo Max brinca sozinho. Mas quando vê a mãe namorando, a irmã saindo com os amigos e ele sozinho no quarto sem ninguém, demanda atenção da mãe e depois de uma cena de ciúmes na cozinha, morde a mãe e foge de casa. Ele corre por um bosque e encontra um barco ancorado na água. Daí a aventura começa, pois Max navega até uma ilha onde encontra Carol, Ira, Judith, Douglas, Alexander, KW e o Touro e depois de tentarem comê-lo, Max os convence que é um grande guerreiro e que é um rei! Então os monstros entregam um cetro e uma coroa e nomeiam-no seu Rei.

Max que agora é o Rei da ilha, liga os monstros e os faz ficarem juntos e felizes novamente, mas tudo por um curto espaço de tempo, já que cada um deles tem uma personalidade forte, mas infantil. Especialmente Carol, que é apaixonado por KW, mas que não sabe expressar os sentimentos, tornando-se muito violento de vez em quando. Então os conflitos começam e eles descobrem juntos que "nem sempre Felicidade é o jeito de ser feliz".

Assista ao filme e encontre você mesmo a moral da história, relembre como era ser criança e tenha sempre em mente que as crianças são os seres mais próximos da natureza selvagem e que racionalizam pouco, por serem mais facilmente levados pelas emoções. Rever este filme me mostrou e relembrou o lado da criança que quer sempre estar junto de quem ama. Toda criança tem a necessidade de sentir-se amada e quer chamar atenção das pessoas que são importantes para ela. Não há nada que a criança valorize mais que seus brinquedos e sua família. Pena que a juventude nos faça perder esse conceito, mas levamos sempre conosco a criança que fomos um dia, por isso é sempre bom revivê-la e brincar mais uma vez com a imaginação.

Se você ainda não ouviu, nem assistiu o filme, fica a trilha sonora para instigar ainda mas sua imaginação e trazer de volta a criança que existe dentro de você! Aproveite e desfrute! `^^´

Humans and Nature...

People and Nature
Humanity is not good and Nature is not evil.
Humans do evil things after they found reason, and run from it without knowing what it means.
We are not good, and do not do good things without getting something in exchange. While we are part of Nature, we try to keep our distance from it. When people act instinctively, we call it a bad act, because we know how to reason and suppress instinct, it is also a bad thing to do.
Once we realize instinct can save and reason can show the way, we will stop trying to do good things and start to just do things for the best.
Humans think they know a lot of things... Poor race.

Every step they take towards knowledge, they are one step further more to go. Because there is no way that in a hundred years we discover it all, and there is no one capable of using all knowledge found in the past to achieve their goals. That's a pitty and I am sorry for human race life span.
Once they figure out that they must do things and work together for all and not for oneself, they will find some way out of evil.
Until then, they know nothing at all...

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

O equilibrado Libra...

Cláudia Abreu é libriana.
Já de cara te digo, Libriano, não precisa escolher, leia o texto! Não te dou outra opção para você não ficar confuso, ok? Bem, vamos começar então.
Brincadeiras à parte, não é bom deixar a tomada de decisão nas mãos de um libriano, ele não consegue se decidir, não sem antes ter feito toda avaliação de qual é a realmente a melhor opção e isso pode levar um tempo. Contudo, eles não são indecisos, tem iniciativa e fazem da sua escolha, depois de feita, sempre uma ação firme. Se formos contar, o único real revés do signo de Libra é esse, decidir entre diferentes opções, mas depois de decidir, eles são determinados e valentes para lutar pelo que querem. Tornam-se até cabeça-dura.

O signo do equilíbrio e da harmonia, simbolizado pela balança que está sempre equilibrada, qualquer problema ou ameaça da harmonia tira o libriano do sério, levando-o a lutar bravamente para resolver a situação. O signo de Libra é regido por Vênus, como Touro, e por isso é muito caprichoso, gosta de tudo arrumado, limpo e organizado. Não precisa do luxo que o taurino tanto ama, mas não gosta de bagunça ou confusões, das quais ele foge de fininho.

Libra também é um signo de ar e isso faz com que ele busque companhia sempre, sua boa comunicação e o carisma natural são grandes aliados à essa necessidade, librianos estão sempre rodeados de boas companhias, além de ser um signo que valoriza muito o relacionamento. É difícil ver um libriano solteiro ou sem um romance à vista, eles se envolvem facilmente e gostam do romance. Para Libra, o romance e o amor são muito importantes, assim como a qualidade desse romance que deve ser carinhoso, carismático, requintado e refinado, que ganham muitos pontos. Os signos de ar são muito comunicativos e ativos, rápidos no raciocínio e para os librianos que levam a harmonia muito a sério, uma palavra errada pode ser o fim de tudo.


O signo oposto à Libra é Áries que nas horas de fúria se faz presente, já que nem sempre é possível manter o equilíbrio, pois nessas horas quando a balança sai de prumo, é melhor você sair de perto, pois eles explodem, literalmente! Mas assim que deixam o peso extra em um dos pratos vazar com a explosão, tudo volta ao normal, tudo como era antes. Quase como se nada tivesse acontecido. Recobram o estado natural e por explodirem, não guardam mágoas. Não se vê um libriano cobrando as pessoas por coisas que fizeram no verão passado, pois valorizam as pessoas que estão próximas a eles, e as querem muito bem, pois não gostam de ficar sozinhos. Agora, quando não gostam de alguém não fazem a menor questão de fingir, ignoram com classe, sem destratar ou maltratar. São muito autênticos e sinceros, por isso, amizades só as verdadeiras.

E como o próprio "lema" já diz: Eu equilibro, Librianos são pessoas justas, sempre colocando na balança quando estão sendo justos ou não, injustiçados ou não, e nesses casos eles não ficam em dúvida, tomam a atitude que for necessária para desfazer injustiças, tornando-se verdadeiras feras, especialmente para proteger as pessoas próximas à eles. São solícitos e diplomáticos, resolvendo facilmente qualquer problema ou disputa.

No geral, Librianos são espíritos livres que sabem aproveitar suas vidas ao máximo, que tem um pequeno dilema na hora de fazer escolhas, mas que as levam adiante até o fim quando tomadas, que torna-os determinados e fortes. Uma pessoa de Libra tem a personalidade forte e bem definida e está sempre disposto a ajudar e fazer de qualquer aventura uma oportunidade única de diversão, para viver cada momento como se fosse o último. Afinal de contas, eles são equilibrados e assumem os riscos de cabeça fria, portanto, nos lugares onde os librianos estão, pode ter certeza que haverá uma chance muito grande de que tudo dê muito certo. É só não provocá-los e não fazer tudo virar uma bagunça.

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Indicação: Interestelar...

Uma das melhores fotografias do filme
Este foi o primeiro filme de ficção científica de verdade que assisti depois de anos! Me senti assistindo Jornada nas Estrelas nos anos 80, sentado na minha sala e preso na tela de projeção empolgado com a história e com os efeitos especiais. Que aliás, neste filme foram muito bem trabalhados, são poucos, simples e úteis. Não é só um filme de ficção científica com efeitos especiais, nem só um filme, é uma excelente história, com bases sólidas, muito bem amarrada.

Em uma época em que pragas atacam e destroem as plantações pelo mundo e a sociedade se resume a uma civilização agrária que luta para cultivar alimentos e suprir as necessidades da população, Interestelar conta a história do fazendeiro Cooper e sua família. Cooper (Matthew McConaughey) é um ex-piloto da NASA e vive em uma fazenda onde planta milho, uma das únicas espécies de plantas que a praga ainda não atacou, com a ajuda do sogro Donald (John Lithgow) e com os filhos Murphy (Mackenzie Foy) e Tom (Timothée Chalamet).

Murphy reclama sempre de um fantasma em seu quarto, que derruba livros de sua estante, mas não tem medo e curiosa tenta encontrar um significado nos eventos em seu quarto. Este é um dos atrativos do filme, pois depois de uma tempestade de areia, fenômeno que acontece com frequência e cobre de pó toda a cidade, Cooper e Murphy decodificam uma mensagem deixada pelo fantasma na poeira e encontram uma base da NASA e um antigo conhecido de Cooper, o cientista e astrofísico Professor Brand (Michael Caine). Na base, eles descobrem que existe ainda um esforço para encontrar um planeta com condições climáticas e biodiversidade capaz de manter a vida dos humanos e que algumas naves aviam sido enviadas para lugares distintos no espaço em busca de outros planetas e possíveis galáxias onde pudessem levar as pessoas da Terra ou que pudessem colonizar. NASA havia recebido sinal de pilotos de 3 possíveis planetas e agora seria necessário um piloto tão habilidoso quanto Cooper para fazer o reconhecimento desses planetas.

Não quero dar nenhuma prévia do filme a mais, este é o mote resumido, que me fez pirar no restante da história e como ela foi conduzida de forma brilhante, com enfase nos conflitos humanos e nos instintos de sobrevivência. É um filme longo, mas que vale cada segundo, pois cada parte, cena e fala estão ligadas com genialidade e são essenciais para o completo entendimento da história. O roteiro é rico, e a fotografia é simples mas bastante expressiva. A trilha sonora de Hans Zimmer completa o filme de maneira espetacular, tudo muito simples e significativo. Toda a trilha é instrumental e acontece na hora certa do jeito certo! Com a genial direção de Christopher Nolan.

Ouvi muita reclamação em críticas e em conversas com amigos que assistiram o filme sobre a última cena que, para eles, destruiu o filme. Se você também ouviu essa besteira e não assistiu ao filme, desconsidere e assista sem preocupações. Para quem assistiu e pensa assim, peço que assistam ao filme com a mente aberta. É uma ficção científica muito bem feita e que leva em consideração as teorias da Física Quântica, que vai além de tudo que nós compreendemos, mas que faz todo o sentido se levado em consideração com mente aberta e racionalmente.

Para refletir: o que não tem explicação ou comprovação, pode ser absolutamente qualquer coisa, não há limites, especialmente não há o limite da mente humana atual. Então deixe de ser o dono da razão, pois nem a própria razão existe para a física quântica.

Indicadíssimo! Um filme excelente que faz pensar e que alegra aos olhos e às mentes curiosas.

Anne Hathaway complementa o elenco. Com um papel importante. Assista!

domingo, 18 de janeiro de 2015

Puxe o gatilho...

Brilhe e decole!
Se esperar, só esperar, nada vai mudar.
Existe um gatilho em cada um de nós.
Não tenha medo de puxá-lo de vez.
E não importa o que seja. Faça acontecer.

Cada um tem o seu gatilho.
Pode ser uma injustiça que fecha a garganta.
Ou uma frase de efeito, que te deu um jeito.
Para alguns é só acordar bem disposto.
Pois para mim é ver alguém se superar.

Qual gatilho te faz agir com paixão?
É fazer o que gosta sem enrolação?
Talvez ver um campo florido no fim do verão?
Se for um mar bem limpinho no horizonte,
ou uma palavra de encorajamento do irmão,
Busque encontrar onde ele está escondido.

E quando puxado, tem que recarregar.
Não é fácil ficar esperando de novo,
tem que recolocar a pólvora e o fogo.
Respirar fundo para acalmar a mira.
Não mirar em nada que se arrependa.
E, fogo! Gatilho puxado, oportunidades!
Sua vida faz mais sentido e reluz cada vez mais.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Para lembrar de quem não foi...

Cuidado.
É só isso.
Não pode
deve ser
pois o que
mais poderia
ser.

Eles vieram
não é?
Sim mas
ele não quer
vai fechar
não pode
deve ser
poderia.

Eles não
querem ver?
Algo vai
mudando
entre tudo
algo sai
entra agora
fora de novo
ele seria
ser.

Não!
É a chuva
paira o ar
de lamento
ta aqui
dentro
sem alarde
pare o carro
seria ele?
Deve
ser.

Príncipe...

Aqui...
Eu estava preparado para encontrar uma pessoa que conheci na internet. Sempre têm as várias fases do friozinho na barriga. Primeiro a gente nunca sabe se a pessoa vai aparecer mesmo ou se estava só querendo brincar, zoar. Daí se a pessoa vem mesmo, será que ela é igual as fotos que trocamos? E o medo! Medo mesmo a gente tem de ser bonito de verdade e não saber como agir, ficar hipnotizado. Mas mais medo ainda dá se a pessoa quiser um encontro mais íntimo logo no primeiro encontro. E se for um psicopata que sequestra e abusa dos corações solitários? O meu coração já não sabe mais o que fazer sozinho, fica o dia inteiro fazendo cruzadinhas para passar o tempo.

Vamos lá, marcamos num barzinho bem movimentado e conceituado da cidade. Era dia de banda ao vivo, então a casa estava cheia. 19:30 que nunca chegavam, e eu que cheguei mais cedo pra não ter problemas com atraso (e para conseguir um bom lugar) fico como? Já tomei uma caipirinha e não tenho mais do que sorrisos amarelos para segurar uma mesa que não consome num bom lugar do bar. O garçom passa olhando severamente, e eu sorrio, acenando - Ele já vem! - vermelho de vergonha.

E não é que ele também chegou um pouco mais cedo? Me sorriu um sorriso de surpresa e encanto, disse um oi tímido num abraço apertado sem deixar o sorriso de lado, quando sentou mais perto de mim e me deixou sem palavras, sem ar, quase sem batimentos cardíacos. Ele é um príncipe! Dava pra ver só no jeito de andar, no olhar. Que olhar tranquilo e bonito. Não era um modelo de capa de revista, tinha uma barriguinha singular, mas a simpatia me ganhou sem nem tentar. Um minuto de silêncio, uma pausa pra reganhar o folego depois daquele abraço e me recompor.

Conversamos bastante, bebemos e cantamos juntos. As músicas da banda pareciam escolhidas para fazer da noite um espetáculo à parte, e quando tocou Grand Hotel, cantamos à plenos pulmões, deixando de lado o passado que não mais importa. No final, ele sugeriu uma música à banda. Não sabíamos se eles iriam tocar. Conversa vai, caipirinhas e whiskies vem, e ele me deixou leve, sereno e perdido em olhares firmes com palavras doces.

Uma noite agradável e logo depois ele me deixou em casa, fez questão. Depois que se foi, eu fiquei um minuto a mais depois de fechar a porta tentando entender que a noite foi real. E foi real. A noite, ele, nós dois de mãos dadas no carro, todos esses clichês que todo mundo adora, mas que gosta mais ainda de tirar sarro dos amigos.
A música que ele pediu a banda não pode tocar. Mas eu não me canso de ouvir...

"Aqui...
eu nunca disse que iria ser
a pessoa certa pra você
mas sou eu quem te adora..."

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Seu centro...


As vezes, bate uma saudade que dói.
Me pego vendo as fotos antigas, e...
Pra quê faço isso?
Eu sei que tudo volta na memória.
Os bons momentos com os amigos,
que já não vemos mais.
As histórias da família toda reunida,
que hoje briga pela herança dos pais.
Revemos as pessoas mais queridas,
que não estão mais entre nós.
E tudo de um passado saudosista,
aquele que machuca ao tirar sorrisos.

Não é de todo ruim, nem uma dor que fere.
Só fico pensando nas possibilidades...
Imagina se essa gente ainda estivesse aqui?
Ah quanta alegria, quantas histórias mais...
Pensar nisso não muda o presente que temos.
Saudade do passado traz a gente pros eixos,
pra aproveitar melhor as oportunidades,
viver 100% dos dias e das pessoas ao redor,
até que o tempo passe e tudo fique chato de novo.
Até que peguemos de novo o álbum de fotos.

As vezes, a gente só precisa sentar e descansar.
Só precisamos da gente mesmo nesse momento.
Nem sempre fazemos questão de parar e pensar,
e nesses casos nos entediamos com facilidade.
Mas quando revemos o passado, relemos o futuro,
naquele quadro branco que fica atrás dos olhos
onde passam os sonhos de uma vida melhor.
O passado nos ensina muito e faz o presente.
Faz da gente presente de si mesmo, inteiramente.
Agora é hora de colocar essa energia extra à obra.
Bota pra fora o desejo e pinta nos dias sua história.
Bola pra frente que o futuro não espera, nem demora.
E o Sol sempre volta a nascer...

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Dalí - Autorretrato e Autobiografia...

Foto e Dalí da minha amiga Angie Lucena
Tive a oportunidade de visitar a exposição no Instituto Tomie Ohtake das obras do fabuloso artista catalão Salvador Dalí! Infelizmente foi uma exposição muito pequenina, apesar do espaço para exposição ser enorme, acredito que eles não puderam trazer muitas das obras de Dalí para cá, mesmo assim algumas me impressionaram bastante. A genialidade do artista aliada a sua habilidade e precisão nos desenhos traz vida às obras, além das cores e formas completarem perfeitamente para esse fim. A beleza plástica das obras ao vivo é impressionante. As cores brilham, e mesmo você tendo completa certeza de que o quadro é plano, chapado, aos olhos os detalhes saltam e parecem sair da moldura.

Literalmente impressionantes, o trabalho plástico de Dalí é único e brilhante, cores, formas e, claro, a surrealidade tão singular, não consigo dizer em palavras as mensagens que passam, mas o que as obras dele me trazem além de uma visão crítica fortíssima é também um apelo à liberdade. Afinal de contas, o que pode ser mais livre que uma mente que visualiza diversas formas e possibilidades que não passam pela cabeça de milhões de pessoas? Dalí te leva para outra realidade, onde você está livre para brincar com suas estranhezas e experimentar novos moldes de si mesmo. Libertar a mente e visualizar outro tipo de matéria, outras possibilidades, onde nada é estranho ou errado.

E uma das coisas que muito me surpreendeu foi que muitos dos seus quadros são pequenos, como "El espectro del sex-appeal" que foi pintado em 1934, um quadro de 17,9 x 13,9cm. Menor que uma folha A4, mas que mesmo assim possui traços e detalhes incríveis, que possibilitam a ampliação digital como se fosse uma película de fotografia. Essa obra me impressionou bastante e foi pintada à óleo sobre madeira! Não existe paralelo para as habilidades e genialidade de Salvador Dalí.
E tenho que ressaltar, não há nenhuma foto ou representação capaz de ser fiel ao retratar os trabalhos dele. Podem pegar o geral, as cores certas ou até mesmo as sombras, mas nada se compara a ver uma dessa obras pessoalmente. Como no caso de "Idilio atómico y uránico melancólico", eu não pude encontrar uma só imagem em toda internet que pudesse retratar o que este quadro me passou. Foi minha obra preferida.

Outra coisa que me chamou muita atenção foram suas fotografias e performances, que provam mais uma vez que Dalí foi um artista de muita visão, que por ter uma elaboração completa e profunda de suas obras, vai além das meras expectativas da arte. E para tal, temos vários exemplos que deixo para que vocês mesmos vejam:



Uma parte da exposição foi focada somente em seus trabalhos de fotografia, ele era realmente excêntrico e inteligente, mostrava isso com seus bigodes e com as infinitas possibilidades que eles tinham em suas obras. Outra parte foi dedicada às ilustrações que ele fez para algumas das mais clássicas obras da literatura como Dom Quixote de la Mancha, Fausto e Alice no País das Maravilhas.

Foi uma exposição linda, apesar de curta, que me abriu os olhos para o fascínio das obras de Salvador Dalí e me mostrou que não há nada melhor que apreciar as obras originais e pessoalmente dos artistas, ou sempre estaremos perdendo os melhores e menores detalhes e curiosidades.

E falando em curiosidades, havia uma instalação do trabalho da própria Tomie Ohtake que me chamou bastante atenção e também dos outros visitantes. Fui pesquisar e essa foi a primeira instalação da artista.
Eram 3 aros que balançavam em equilíbrio e desequilíbrio, mas a instalação original tinha 12 aros de ferro pintados de branco e que segundo a artista, trazem leveza: "As pessoas movimentam os aros, entende? São pequenas sensações". Fica um vídeo de como o povo estava se divertindo com a obra.

E por hoje é só sobre arte. Aguarde os próximos posts! `^^´

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Morar no Sol...

Cabia nas mãos as vezes que pensei nisso, mas estava convencido. 
Quero morar no Sol! 
- Cê ta louco? No Sol ninguém vive! 
Como podem dizer isso, o Sol é fonte de energia, e energia é vida. Eu vou pro Sol, vou ficar lá e ser feliz. 
- Pois que vá, e pare de dizer asneiras. Corre pro 'seu Sol' que não te queima e misture-se com ele. 
Obrigado pelo apoio, obrigado de verdade, saiba que estarei te olhando lá de cima, e será bem legal. 
"Rindo-se foi, mas ele errou o caminho e ao invés de ir pro Sol, foi pro céu. Não subiu demais, nem saiu da atmosfera. Ficou lá por algum tempo, umas duas horas quase, e voltou em seguida." 
- Que houve, desistiu do Sol? 
Não! Só me lembrei de uma coisa, o Sol é tão longe que não vou fazer a coisa que mais amo: olhar para a Lua!


quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Ela... matou...

Ela acabou de lavar
os cabelos na pia...
3:32 a.m. e tudo
que ela podia lembrar
era o soco no olho...
Ele era um bom homem,
mas isso foi estúpido!
Nada pode pagar...
só o sangue nas veias dele,
agora nas mãos dela...

"Mate ele! Ele é um desgraçado."
Sem arrependimentos.

"Pobre garota.."
"O que você fez?"
"Sério?"
"Com a faca de manteiga."

Agora saiam daqui seus porcos!
Ela precisa dormir!
Boa... Noite...

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Hoje é seu dia especial!

Felicidades aos que tem a coragem e a iniciativa da leitura, um Viva! aos que não se rendem ao áudio, não se prendem ao vídeo e que viajam nas palavras impressas em folhas brancas ou amareladas e, principalmente, nas que já estão velhas, manchadas e com furos de traças.

É um prazer ser um comunicador de letras, um registrador de pequenos momentos e de muitas emoções. Seja um livro de literatura, uma crônica, uma sátira, um livro científico, um dicionário, uma poesia ou uma declaração escrita no guardanapo do barzinho, você é quem faz o mundo das palavras continuar! E o mais legal disso tudo é que todo mundo se encaixa nesse perfil, até mesmo quem cria e escreve, como quem lê e que também escreve, e quem não escreve muito, mas aquela lista de supermercados nada mais é que uma criação de várias palavras desconexas que passam muito bem a mensagem.

Hoje é um dia de parabenizar aos que incentivam a leitura, aos que leem naturalmente, aos que gostam de ler, aos que não gostam de ler mas leem, e aos que mergulham de cabeça nas histórias mais loucas, que viajam pelos mundos propostos sem perguntar-se porque, e que voltam da viagem com as malas vazias, mas com a mente e o coração repletos de boas vivências e uma vontade maior ainda de partir para a próxima aventura.

Dia 07 de Janeiro é o dia do leitor!
Que nossa vida continue sendo um livro aberto.
Parabéns a todos! `^^´


terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Soneto à Rainha...

"Uma rainha preciosa me encantou
Meiga e silenciosa, calma me abordou
Disse que eu era nobre como um príncipe
Quem sabe, de tão doce, um dia acredite

Fala mansa e meio tímida
Observa tudo atrás de seu livro
Olhar tão calmo que cativa
É acima de tudo, uma menina

Levo no peito seu carinho
E carrego comigo sua sabedoria
Sem nunca desanimar!

Joia rara e de muita estima
Que além de uma linda rainha
É uma mulher para recordar..."

- Soneto para uma grande amiga, que além de maravilhosa, sempre será uma rainha para mim.

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Antologia do terceiro dia...

Dos tempos que passam desapercebidos...
"O que mais sinto falta nos livros é o passar do tempo.
A pausa entre as vírgulas, e o espaço de acontecimentos que existe entre o ponto final e o próximo parágrafo."

Vista aérea do Parque Nacional Doñana - Espanha
Poetas...
Escrever é ser humano, permitir-se errar, brincar com isso, criar frases de efeito sempre que necessário e.... ser imprescindível!

Ter você...
Eu te vi com ele de preto.
Eu te vi comigo de azul.
Eu estava de branco.
Ele não estava mais...

Nossa paz...
O artista precisa da sua paz.
A minha tem aroma e sabor de café.
Tem gosto de castanhas de caju.
Com aquele jeito de tarde chuvosa.
E o silêncio de uma música que ame.


Realidade - Só existem respostas sem perguntas...
Inevitável - Força maior que não me deixa tirar os olhos de você.
Fractal - Variadas formas de pensar num mundo sem cores numa mente hiperativa.

Trabalho de Héctor Garrido e Juan Manuel García
Acredite, eu acredito!
Quando eu te conheci, não sabia o que você podia fazer, só sabia que era uma folha em branco, ou um quadro negro, embrulhado num lençol. Aos poucos foi-se descobrindo, e o que apareceu não havia descrição, pois ao contrário das pessoas à nossa volta, eu vi luz! E quando descoberto, todos pararam e nos observaram, sua luz me envolvia e eu voltava a brilhar, sem medo, pois finalmente encontrei alguém igual a mim.
Nesse dia eu vi nos olhos das pessoas todas as formas de sentimento, alguns tinham inveja, outros encantamento, alguns deram as mãos e seguiram com seus amigos e amantes. Os olhares e os olhos se perderam por um tempo e ao voltar para si, nunca mais foram os mesmos. Pela primeira vez acreditei na luz para mudar o dia a dia.

domingo, 4 de janeiro de 2015

Dona Constância...

Vintage Ladies.
Artista desconhecido.
    Minha rotina não é das mais regradas, nem mesmo pode-se dizer que tenho muita amizade com a menina Disciplina, afinal de contas, não tenho um horário certo para nada por causa do ritmo do dia a dia que me obriga a estar preparado para tudo, em qualquer lugar à qualquer hora. Mas certo dia eu recebi a visita de uma senhora muito tranquila, a dona Constância, que me deu uma verdadeira aula de viver bem. Ela não veio sozinha, afinal de contas é uma mulher sábia, então antes de tomar qualquer atitude ela me apresentou para a madame Prática, que além de cheia de energia, me cativou com sua boa forma. Ela já chegou me dando bronca, dizendo que não tem hora nem lugar certo para ser uma pessoa ativa e para fazer o que for necessário para atingir os objetivos. Me colocou de pé e mostrou alguns exercícios e dicas simples para manter meu corpo sempre pronto para tudo. Ressaltou:
- Nem sempre você vai poder fazer de tudo, mas a prática vai te levar longe!

    Dona Constância riu sozinha da madame Prática, uma senhorita muito espevitada. Logo em seguida me apresentou a senhora Serenidade. É a calma em pessoa, e trazia consigo uma mala bem grande. Pegou minha mão e pediu que eu sentasse na poltrona da sala, onde era mais confortável, abriu sua mala e me entregou um livro. - Vá foleando, acredito que seja uma leitura que o agrade, enquanto isso, vou preparar um chá para todos nós. Com licença. - Foi-se para a cozinha. O livro que me entregou era na verdade uma enciclopédia que, sim, muito me interessava. Abri numa página que falava sobre a necessidade de beber água, explicava as necessidades do corpo: muita água, atividades físicas, descanso, e para a saúde da mente o estudo, o contato social e o lazer. Serenidade voltou com um chá de erva cidreira, quentinho e muito gostoso, todos tomamos, mesmo que a madame Prática tivesse feito cara feia. Então Serenidade completou:
- Ah meu rapaz, nada melhor para nossa saúde que um pouco de paz e serenidade, a leitura e os amigos nutrem corpo e alma como um todo, sem esquecer de beber muito líquido e descansar , nem mais nem menos, que o suficiente.

    Ao dizer isso, a menina Disciplina pulou no seu colo e acariciou seu rosto com calma. Ela era muito calma, mesmo que cheia de energia, não era agitada demais. Tão nova e tão sabida, fazia tudo com muita atenção e dedicação. Dona Constância pegou-a do colo da Serenidade, abraçou-a firme perguntando: - O que essa menina tem para nos contar, hein? - Disciplina me olhou com brilho no olhar, pediu para descer e veio ao meu encontro. Pegou minhas mãos e disse devagar:
- Sei que não te conheço bem, mas não confunda disciplina com tempo certo ou falta de aparelhos ou ferramentas para fazer o que se quer. Disciplina é não ter desculpas e sim vontade e determinação para fazer acontecer, sem interrupções que não sejam verdadeiras, tá?

    Dona Constância sentou-se também, ao lado da Serenidade, enquanto Disciplina foi brincar com a madame Prática que estava no quintal pulando corda. Com um sorriso largo e contente me disse:
- Menino meu, estamos aqui pois você estava perdido e confuso com seu próprio mundo. São tantas informações e realidades diferentes das nossas que acabamos vivendo com a tecnologia, então nos esquecemos das simplicidades que resultam no nosso crescimento. Depois de tantos bons exemplos, quero que tenha sempre em mente que não importa o quanto pratique, cuide-se, descanse e tenha seriedade em suas atividades, é preciso ser constante. Nossa memória é tão curtinha, é preciso que estejamos sempre nos atualizando e relembrando do que já sabemos para firmar o conhecimento e expandir o espaço para que as novidades possam chegar, entrar e ser tão bem recebidas como nós fomos agora. Mente e corpo são uma constante construção, se você me entende?

    - Agora vamos deixá-lo descansar e absorver todo esse trabalho contigo mesmo, sem antes deixar dois recados de nossas amigas que não puderam vir. Agradeço a hospitalidade, fazendo minhas as palavras da querida Gratidão, que pediu para lembrá-lo de agradecer sempre o que você já tem e as bençãos do dia presente que vivemos. E também da senhora Esquecimento, ela pediu que você nunca esqueça-se do essencial, mas que deixe ela levar embora o que não mais faz sentido na sua vida. Aliás, pediu-me que levasse embora a Preguiça, porque ela viveu aqui já por muito tempo. Meninas, vamos indo? Já está tarde e ele tem de descansar, pois amanhã é um dia cheio de lembranças e promete muitas aventuras.
Deite-se e feche os olhos, nós apagamos a luz e trancamos a porta. Bom descanso menino. Tchau, tchau...

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Novo? Será!

Comece o ano positivo!
O Ano Novo é tão esperado que não sei nem o que mais dizer para vocês sobre ele. Todo mundo já desejou o necessário: Saúde, Paz, Amor e Prosperidade; que no final das contas é tudo que a gente realmente precisa. E vem todos os plus, em mensagens bonitas, bem elaboradas e que dão inveja aos escritores de cartões festivos. Sem brincadeira! Feitas no Photoshop ou no Paint, o que realmente vale é a intenção, o compartilhamento no Facebook e as fotos da ceia, dos amigos, da família e dos fogos no Instagram! Viva o Ano Novo! VIVA!! 

Pronto! Pode vir o próximo Réveillon. Porquê no dia 2 de Janeiro, tudo volta a ser igual ao ano velho. Voltamos a nos preocupar com a economia do país, a corrupção, os preços altos, e que no começo do ano normalmente aumentam ainda mais, e tantas outras coisas que normalmente reclamamos com o apresentador do telejornal ou na mesa do bar. Ainda mais esse ano, que foi ano de posse da presidente da república, well, nesse ano nada mudou, de novo. 

Para muita gente ainda é férias, ou folga, mas para a maioria hoje em dia já voltamos ao trabalho no dia 2, só para dar tempo do cheiro de champanhe diminuir, senão voltariam no primeiro mesmo, e então o trabalho também continua o mesmo, sem novidades. Bota-se o papo em dia com os colegas da firma ou do escritório e voltamos ao natural, trabalhando bastante e falando da vida dos outros.

Tem alguma coisa que eu estou esquecendo de mencionar? Ah! Mas como pude esquecer da melhor delas!? A família! Ela já voltou para o porta retratos da estante, de onde só sai em ocasiões especiais, festas de fim de ano e quando precisa de alguma coisa de você, ou às vezes nem assim. Cada um volta para a sua vida e pronto. É só isso.

Não quero ser pessimista, muito pelo contrário, essa é a visão realista do que acontece com 100% das pessoas. Não necessariamente todas essas possibilidades aconteçam com todas as pessoas, e claro que existem infinitas outras possibilidades, especialmente acontecem muitas felicidades com todo mundo também, porém gostamos de passar por cima dos acontecimentos ruins e empurramos mais e mais coisas com a barriga. Essa visão realista é necessária e ela clama por uma atitude positiva que torne essa realidade em positividade e realizações. Que seja uma realidade sóbria e que reflita o seu dia a dia. Ou vai dizer que você vive num mundo encantado?

Por isso, meus votos para esse ano de 2015 é que você abandone a procrastinação e comece com o pé direito, desfazendo enganações, deixando de engolir sapos desnecessários e tomando atitudes e decisões que garantam bons dias e bons frutos em todos os dias, com todas as pessoas e em todas as situações. Não deixe que seu ano seja só mais um ano, nem que a vida te leve sem você saber onde vai pisar amanhã, faça e aconteça, desperte para este novo ano, que clama por atitudes firmes, que fazem dos seus desejos ou de planos adormecidos possibilidades claras e declare sua liberdade dos padrões impostos a tanto tempo e acatados por preguiça e comodidade. Este é o ano da quebra de paradigmas.

Os seus sonhos e desejos do coração serão o combustível para que você atinja a excelência no que realmente quiser fazer, então vai lá e faz acontecer! Ou você vai querer esperar mais um Ano Novo?