Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Menina italiana...

Federico Andreotti - sem título
Então eu encontro uma pessoa que nunca imaginei conhecer, uma italiana que me deixou sem palavras perante sua bravura e desprendimento. Deixou tudo para trás para seguir o seu sonho, que finalmente encontrou depois de algum tempo presa na vida que todos dizem que a gente tem que levar. Essa menina me fez refletir sobre toda minha vida, sobre todas as minhas ações, sobre tudo que eu realmente acredito, me dando uma saída para uma pergunta que insistia em minha mente: porque não?


Sabe como responder isso? Eu não sabia, mas não importou quantas vezes eu me fiz essa pergunta ou quantas vezes eu fizesse essa pergunta para outras pessoas, todas as respostas me ajudaram muito, pois foram me preparando para cada novo desafio, mas nada realmente respondia completamente, afinal de contas, eu tinha que encontrar essa resposta por mim mesmo e a ajuda que eu tive de uma experiência de vida e de coragem diferentes das minhas, foram mais do que eu precisava.

Havia vida em cada palavra e o olhar que ela me dedicou, deixando um pouco dela e da coragem que teve, em mim me fizeram abrir ainda mais meus olhos, expandir meus horizontes e conhecer que nada no mundo ou a opinião de qualquer pessoa é mais importante que a nossa própria. E o valor da minha vida cabe somente a mim decidir. Dediquei isso a mim mesmo depois de um tempo e então eu fui para a minha própria vida! Decidi não mais aceitar o que não me fazia bem e correr os riscos de viver de acordo com meus princípios e meu coração. E para te dizer a verdade, é a melhor coisa que eu já fiz, e por isso fui recompensado.

Não sei o que seria de mim, ou do meu futuro, sem essa surpresa e na verdade, ainda não sei o que será do meu futuro, mas agora depende só de mim, pois assim que decidi fazer minhas próprias escolhas, comecei a colher melhores frutos. Sei que vai ser difícil, mas é menos difícil que engolir sapo, que aguentar problemas que eu não preciso e que enganar não só a mim mesmo, como outras pessoas também.

Obrigado, menina italiana, por me mostrar um pouco mais de mim, e muito obrigado por todas as surpresas que seguiram após nosso encontro. Agradeço por conhece-la! Gratidão por cada um que lê aqui também!
Beijos e abraços.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!