Política não é tão simples...

Esta é uma redação de 2002 que encontrei em casa, a proposta era dissertar sobre a seguinte frase na avaliação mensal da disciplina de filosofia:
"Política é o processo de formação, distribuição e exercício do poder"
~ Lasswell e Kaplan

Política não é tão simples

Penso que política é uma ciência muito complexa que não deve ser jugada e classificada em formação, distribuição e exercício do poder, já que não existe realmente uma formação para o uso desse poder, que por ser adquirido de forma injusta, fraudulenta e criminosa em grande parte dos casos, e não deveria ser deixada nas mãos de tantas pessoas, se pensarmos bem quatro pessoas seriam o suficiente.

Meu ponto de vista é: em uma câmara de vereadores, sempre existem os que são honestos, que não aceitam serem comprados e os que se vendem porque não se importam com ninguém além deles próprios e o dinheiro que vão ganhar. Uma chapa com apenas quatro pessoas seria formada de: prefeito, dois vereadores e um executivo fiscal, sendo que o prefeito é quem toma as principais decisões, os vereadores o auxiliam e trazem projetos, enquanto o executivo fiscal tomaria as providências para que tudo fosse feito exatamente como decidido.

O papel da população é de fiscalizar e cobrar o prefeito por melhorias para a qualidade da cidade.
Acredito que em quatro pessoas no poder, a corrupção e a compra dos candidatos seria mais difícil e a população teria maior controle e atenção nos candidatos no período de eleição, fiscalizariam melhor os eleitos e cobrariam mais por saber à quem e quando recorrer.

A formação do poder é feita de forma ineficaz, contra a lei e usando dinheiro que não lhe pertence. A população não é formada para decidir o futuro da cidade e eleger os candidatos corretamente. Enquanto a população for ignorante, os problemas vão continuar.
A distribuição do poder é mal feita, não é digna de confiança, e sempre cai nas mãos de corruptos.

O exercício do poder não ocorre de forma aproveitável para a cidade e não ajuda em nada para seu crescimento, já que mesmo com tantos cargos e tantos representantes políticos, o poder está concentrado nas mãos de poucos "manda-chuvas" que controlam todo o sistema. A limitação de poder em poucos representantes facilitaria a formação de uma população consciente, inibindo a desonestidade, e diretamente colocando parte da responsabilidade desse poder também para o povo, que precisa participar ativamente da política para não mais ser enganado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ensaios Umikizu - um sonho em forma de livro no Catarse!

O misterioso Escorpião!

Arte: Fine Art de Vladimir Kush...