Exterior ou Interior?

Inside-Outside - FredG
Estamos acostumados demais ao exterior.
Temos uma imagem construída de tudo, pois o que vemos é o que está do lado de fora.
Desafio: pense como um rato!
Você não pensou como um rato, nem vai pensar...

Você primeiro visualizou o rato, pensou na orelhas, nas patas pequenas e nos movimentos rápidos.
Você só pensou EM um rato e não COMO um rato.
Temos memória relativa, relacionamos palavras com as imagens que conhecemos e quando pensamos na palavra, vem sua imagem automaticamente no grande telão que temos no nosso cérebro.
Dessa imagem é que tiramos o que fazer, o que sentir, o que somos.

Espera! O que somos...
O que somos?
Estamos muito acostumados a achar que somos muita coisa, que sabemos muitas coisas, que podemos muitas coisas.
Somos? Sabemos? Podemos?
Mesmo?

Bem, sei que o rato foi um exemplo bem besta, mas seja sincero, você consegue pensar como um rato?
Eu sei que não sabemos como um rato pensa por não sermos ratos, e por eles não poderem nos contar, mas então já derrubamos o "achar que sabemos".
Sei também que não é tão simples assim você sair fazendo tudo que te pedem ou te desafiam, pois é por essas e outras razões que também derrubamos o "achar que podemos".
E então a questão é: quem somos?

Não somos ratos, disso nós já sabemos! Mas não devemos nos espelhar nas imagens que temos de outras pessoas para entender quem somos. Já vimos com os ratos que isso não funciona, então também sabemos que estamos muito exteriorizados, o que não é bom, portanto a solução é simples, é olhar pra dentro!
Assusta! Porque você nunca olhou pra dentro, nunca deixou entrar luz então tá tudo escuro e muito fechado, isso quando não está bagunçado. (e quando não estamos bagunçados?)

Então, primeiro comece a conversar com você mesmo. Em voz alta é mais eficaz. Não use um espelho, pois vai ficar preso de novo no exterior. Fale. A primeira coisa que vier na sua cabeça. (na minha veio "Bixcoito" agora.)
É sim o primeiro passo, pois da primeira palavra você vai quebrar o gelo, você precisa falar com você mesmo porque ouvir seus próprios problemas te dá outra perspectiva, você estará falando com seu interior, com seu subconsciente, o que ativa uma perspectiva diferente sobre o seu próprio mundo.
Ouça seu nome saindo da sua boca, é totalmente diferente quando alguém te chama e quando você mesmo se chama. Experimente e deixe fluir. Converse em voz alta consigo mesmo e veja quantas coisas estavam escondidas de você sobre você mesmo. E entenda como é descobrir seus próprios tesouros...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ensaios Umikizu - um sonho em forma de livro no Catarse!

O misterioso Escorpião!

Arte: Fine Art de Vladimir Kush...