Do começo ao fim...

Busquei inspiração,
Pensei durante a madrugada,
e também a manhã toda,
Tomei várias canecas de café,
Fiz mandinga,
Dei 3 pulinhos pra ver se encontrava,
A lista não terminava...
Mas não achei o que queria.
E no final dessa saga só devo acrescentar:

Quando não se tem sobre o que escrever,
Não adianta forçar,
A coisa não vem, e a ideia não vai.
Basta então que se conte essa odisseia.
Sem final, sem tempo ruim.
A chuva cai lá fora,
E eu vou ficando meio assim.
Sei lá!

Mas um outro dia,
Um amor, uma bela paisagem,
Uma deliciosa refeição
Ou até mesmo, uma memória de qualquer passado bom.
A própria existência, todos os momentos,
Devem ser levados em conta,
Sem muitas equações,
Coloque tudo na íntegra.
Repare que não se deixar enganar, pela própria realidade, pode salvar o seu futuro.
No dia a dia, na correria, faça tudo mais leve e recupere os pontos,
Quebrados, perdidos,
Agora você sabe, que uma história que parecia não ter começo,
Teve agora um belo fim!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ensaios Umikizu - um sonho em forma de livro no Catarse!

O misterioso Escorpião!

Arte: Fine Art de Vladimir Kush...