A energia dos dias...

Não era nem 7h30 da manhã e os olhos estatelados brilhavam com a euforia de uma criança esperando o dia do aniversário que se aproximava.

Enquanto deitado, o corpo tremia, arrepiava e os músculos davam pulos, espasmos causados pela energia que passava pelo corpo e pela mente com velocidade maior que fórmula 1!

Nos dias que se passaram ele, realizado de prazer e anestesiado de paixão, só sentia a felicidade tomar conta como se não houvesse nada mais a ser dito.
Uma neura de não ficar parado. Agora podia fazer qualquer coisa sem nenhum esforço, sem impedimentos.

A aura brilhava e todos que se aproximavam eram contagiados de imediato, com o sorriso e o desejo de bom dia que vinham sempre de encontro com a gente na rua, espirituoso e de graça.

A verdade era que não tinha mais nada nos bolsos, um centavo furado no banco, mas na cabeça e no coração carregava as riquezas de outrora: paz, sabedoria e tempo.

Vazio do mundo e de suas miudezas. Transbordantemente cheio das coisas preciosas da vida.

À partir desse momento ninguém precisou dizer a ele que bastava isso pra ser feliz.


Texto: Allan Lucena
Editação de texto e imagem: Dee Olivério (Image'M'usical)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O misterioso Escorpião!

Arte: Fine Art de Vladimir Kush...

Não morrer jamais...