Me diz afinal...


Cuidado! Muito cuidado comigo!
Eu presto atenção em tudo que você me diz, e espero que você faça o mesmo!
Portanto, CUIDADO!
Eu vou ficar magoado se você me acusar sobre o que eu não disse.
Eu vou ficar chateado se você não prestar atenção em mim!
Eu vou te perdoar adiantado, mas não é por causa disso que você pode me judiar.
Eu te digo isso, sem ser complicado, porque de complicado já nos basta viver!
Eu quero muito que te entendas comigo, todo o sentido, do que digo ou faço contigo.

Me diz afinal, o que te causa desgosto, por eu ser tão sincero, sem pedir explicação?
Me diz no final, o que quer que eu faça para não se confundir comigo depois?
Me diz enfim, o que preciso mudar em mim, para você não ser um personagem de ficção?
E quando me disser, diga também o seu verdadeiro nome, para que eu conheça seu real valor.

A pessoa que fala contigo, também fala comigo no interior.
E essa mesma pessoa faz questão de que quando falar, ser a mesma do começo ao fim.
Sendo assim, com você ou com outras pessoas, ela se faz presente, especialmente no conteúdo.
Especialmente em todo o contexto e sem pretextos para ir além do que preciso for.
E se preciso for, que tal me dizer a real, fala que acabou e tudo foi só uma história ruim.
Porque de histórias ruins eu estou cansado.

Sendo assim, muito obrigado pela sinceridade.
Se for ficar, não me aguarde diferente.
Se for partir, fique à vontade para voltar com a cara limpa e os sonhos feitos.
Não vou me desfazer de ti, nem vou me refazer por ninguém.
Só queria saber que estamos tranquilos e que sejamos felizes assim.
Desse jeito mesmo, imperfeitos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O misterioso Escorpião!

Arte: Fine Art de Vladimir Kush...

Não morrer jamais...