Daí tudo morre e renasce...

Breathe me - Murat Turan
Num desses dias em que a gente perde as esperanças, ficamos doentes, precisamos de atenção e estamos sozinhos, ficamos com fome sem comida na geladeira, não passa nada de bom na televisão e você está com muita dor de cabeça, ou seja, um dia de merda! a gente morre um pouco.
Não é que a gente morre de vez, nem de fome (porque sempre tem uma bolacha ou um ovo), mas sim morre uma parte da gente. O corpo expulsa o que é ruim, faz a gente dar um jeito no que não gosta ou não faz bem, e nessas horas tudo parece ainda pior! Mas é só parte do processo.

É uma fase bem desgraçada, fraco, cansado, com calor, com frio, com dor de barriga, com frescura, com preguiça, nariz escorrendo, a perna doendo, sem falar nas costas. O povo te deixa mal, parece que o mundo está contra você. Perde hora, perde o ônibus, perde dinheiro, chega uma conta mais cara, seu cachorro faz xixi na sua cama, sua empregada falta, e o dólar sobe! Tudo na mesma hora!
Exatamente, tudo na mesma hora, uma hora passa.
Cara, deixa te dizer, ficar doente acontece, um dia ruim (mais que um, eu sei!) acontece com todo mundo, mas também não é o fim do mundo. Passamos todos por isso, desde os mais fortes aos mais fracos, dos mais afortunados, ou não, até quem é desafortunado, ou não também.
Sabe, esses momentos passam e voltam, muitas vezes para fazer com que algo da gente morra, e então renascemos. Por completo!
Daí a gente percebe: temos muito que aprender! Ainda mais a ensinar, mas muito mais pelo que passar, não é?

Um dia de merda, caralho! Que porra é essa de falar tudo isso num dia desse? Tá bem, pode ficar bravo, irritado! É bom... põe pra fora tudo isso aí que faz muito bem.
Ah mas não precisa chorar, não é? Bem, na verdade precisa sim, limpa tudo! Lágrimas. A água salgada limpa, lava, desinfeta e principalmente protege a gente. Um banho de sal grosso faz muito bem também!
Superstição? Meu rapaz, se não fosse bom, se não fizesse bem, não teria sido me ensinado pela minha querida avó. E ela sabe das coisas... Como sabe!

A regra é clara, depois de um dia desses, sua vida não parece mais tão ruim, não é?
Bem, pode ser ruim, mas não é tão ruim assim. Fala a verdade, é boa, não é não? Eu sei que é... não adianta fazer birra! Agora entenda que é boa, aceita que dói menos! É o que dizem por aí. Mas dói menos crer que a vida é boa.

E fazê-la boa é mais divertido e efetivo, do que negar e fazer com que não seja. Faz sentido pra você? Pense bem!
E agora que isso ta passando, quase no fim, você está renascendo para uma nova oportunidade. Sabe como quando o seu machucado finalmente sarou e você pode arrancar a casquinha? Prazer! Aventura! Emoção! Sucesso!! Isso sim!
E melhor ainda, você pode voltar a correr, brincar, andar de bicicleta, capotar de novo!

Dói, mas é assim que a gente cresce. Assim que a gente aprende. Assim que a gente renasce. E vale a pena... tanto os dias ruins, as dores, as feridas, porque depois deles, vem o novo, nova pele, nova mente, novamente estamos 100% pra fazer tudo que a gente gosta. Então vai lá e renasce meu filho!
Bem vindo ao mundo novo que está vindo aos poucos, depois do eclipse, depois do Sol nascer de novo, e de novo... E de novo... E de novo...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O misterioso Escorpião!

Arte: Fine Art de Vladimir Kush...

Não morrer jamais...