Solo...

Depois de cair de cabeça e mesmo assim nada quebrar
~ mesmo o coração, frágil, não se partiu
Descobri que não há nada que não possa suportar
~ mesmo calado, não sofri quando você saiu
Te Amo calado para não te provocar
~ sinto sua falta me causando um calafrio

Não escrevo isso para você, pois não merece.
~ não te quero mais, pois não me aceita...
Digo aqui a verdade que prezo na sinceridade que me vem tão fácil.
~ quero a felicidade simples de uma vida sem receita.

Ando só, pois sei onde quero chegar.
~ caminho calado, de cabeça erguida, e de peito aberto pra amar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O misterioso Escorpião!

Arte: Fine Art de Vladimir Kush...

Não morrer jamais...