Compromissos no meio tempo...

Bom dia! Tudo bem contigo?
Eu estou bem também, obrigado por perguntar. Na verdade estou ótimo!
Tem um tempo que não nos vemos, vamos almoçar amanhã, naquele restaurante tailandês que você adora tanto. Você pode às 13:10?
Que bom! Até amanhã.


Chego no restaurante mais cedo. Bem, é normal que eu chegue mais cedo.
E como eu sei que vou esperar por um bom tempo, faço o mais fabuloso ritual do mundo!
Peço uma bebida e sento-me com meu livro.
Estava lendo, página 125.
Eu estava com fome.

Olá!
Ahh não, não demorou nada.
Eu estava aqui lendo meu livro e tomando um café enquanto te esperava.
O que vamos comer?
Como vai a família?
E o trabalho?
Olha, está namorando. Que bonito ele é! Está feliz?
Ahh 5 meses. Entendi. Mas vai melhorar, fique tranquila.
Foi ótimo te ver. Vamos marcar mais vezes.
Tchau!

Ela não demorou, nem atrasou.
Ela chegou na página 244, e eu leio devagar, passava das 14:00.
Nesse dia, estava sozinho e queria companhia, e fui tolo de não me deixar curtir a solidão.
Ela não queria almoçar, nem conversar. Foi convencionalmente infiel ao dizer que sim à um convite que não queria aceitar.
E atrasou, para não ficar muito tempo.
E ficou mais tempo do que deveria.
Não é amargura. O convite foi meu, o tempo também.
O erro também.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O misterioso Escorpião!

Arte: Fine Art de Vladimir Kush...

Não morrer jamais...