A luz de um dia duro de trabalho...

Mendes era um homem maduro, sabia o que queria da vida!
É daqueles homens que se dedicam, que dão o sangue, que vão em frente! Não importa se a tarefa era difícil, se fosse algo que valesse a pena, ele fazia sem medos.
Até que descobriu, deu o sangue e ficou anêmico. Duplicou sua força de vontade e ficou sem vontade de continuar. Dedicou-se plenamente e ficou plenamente solitário.
Entregou-se ao que não lhe entregava nada.
Uma profissão, mais que uma vida, uma escolha errada.

Descabelou-se.
Desencontrado na estrada da amargura!
E como era mal temperada aquela diaba.
Até que no meio daquele caos gostoso, encontrou um caminho de tijolos amarelos.
Ouviu no fundo uma banda tocar e, já que não tinha mais nada a tentar, nada a dizer...

Gritou: Supercalifragilisticexpialidocious!
E tudo mudou!

Alugou um apartamento que dividia com um amigo músico, nem tinham grana pra conta de água e luz, imagina pro aluguel?
Na esquina, vivia uma loiraça, que cantava e encantava, toda musa, mudou de nome e virou a maior estrela!
No andar de baixo, um louco que tratava de vários gatos, que se achando muito talentosos, cantavam madrugada afora! Memorias...
Uma pequena rechonchuda dançava que era uma beleza na TV, o cabelo cheio de laquê e uma mãe da pesada!

No teatro da cidade havia um grande boato! A menina que cantava era mesmo ensinada por um fantasma?
E a cidade ali do lado que sempre saía nos jornais, mais um assassinato! Mulheres cometendo crimes e sendo condenadas ao estrelato nas cadeias de Chicago.
E aqueles pobres coitados que vivam no passado, cantando orgulhosos pelas lutas que libertaram a França? Um fracasso, mas nascia ali também um grande sonho... Ta ouvindo eles cantarem?
Na igreja do bairro, um coro bem animado, todo mundo vai lá seguindo "Ele"!

Na verdade era bastante engraçado, porque se chovia, lá vinha aquele moço feliz, cantando na chuva e doando seu guarda-chuva para quem estivesse do lado.
Numa parte afastada, vivia numa mansão bem maluca uma turma de birutas, eram os Addams pra todo lado.

E diziam que a Bruxa do Oeste os visitava de vez em quando, quando desafiava a gravidade em sua vassoura.

E pra terminar aquela saga, estavam sempre brigando duas gangues lá nos becos. Coitado do oficial Krupke que corria atrás deles, e da Maria, que sofria toda noite na América.

Mendes sabia exatamente o que queria, e depois de tanta agonia, descobriu essa turma cheia de encantos no seu mundo ideal.
Continuou a trabalhar duro, mas dessa vez pela magia do Musical!
Mendes era agora um outro louco.
Um louco sem igual!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ensaios Umikizu - um sonho em forma de livro no Catarse!

O misterioso Escorpião!

Arte: Fine Art de Vladimir Kush...