O Guerreiro Semente...


Uma medida de luz num tempo sombrio,
faz as nuvens abrirem passagem num leve assovio,
o vento de leve trazendo um alívio
e de longe selvagem vem chegando um guri.

Desde tempos remotos se faz cavalheiro
e no tempo que sobra também é guerreiro
na hora que passa, também sem rodeios
ele segue a estrada de frente ao reio

Na aurora selvagem vem vindo verão,
esperando na varanda, está um pleno varão
no balcão da vendinha sabiam que não
mas que viam correndo um enorme alazão

Nessa mesma travessa também vinha enchente
levando embora na forte corrente
tudo que outrora não era mesmo da gente
e ficava grudado sem verdadeira vertente
sem legitima intenção de se fazer presente

Depois dessa luta de fogo e de gente
saía do barro um enorme crescente
seguindo a Lua que sorria contente
e o Sol que agora gemia poente
era noite na Terra
mas dia pra sempre...


Comentários

Postar um comentário

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!

Postagens mais visitadas deste blog

Ensaios Umikizu - um sonho em forma de livro no Catarse!

O misterioso Escorpião!

Arte: Fine Art de Vladimir Kush...