Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

sábado, 25 de maio de 2013

Escuridão...

Ela parece que me encontra onde quer que eu vá...
Não precisa se esconder, ela nunca realmente está.
Não corra...

Existe uma coisa além, maior, e simples, ela está lá, está em todos e está sozinha.
Pensa demais na própria solidão e aprisionada em si mesma, não deixa ninguém mais escapar.

De tantas vezes que se veste de azul bem escuro, é até encarada como uma nobre princesa.
Nas noites de Lua cheia, se encanta e desata a exibir tons que vão do preto ao violeta, totalmente vestida em seda esvoaçante e coberta levemente de muitos e muitos véus, para esconder-se de si mesma.

Num lugar especial ela estoca a beleza que nunca vai deixar nenhum olhar mortal tocar.
Nem mortal, nem sobrenatural. Uma vez um deles a viu, e coitado, não sobreviveu a visão.
E você pode pensar o que quiser, era indescritível de qualquer forma.

Mas se queres mesmo conquistar essa menina acuada, que te olha nervosa e trevosa sem nenhum medo ou coragem, sente-se.
Espere a noite chegar, conte uma história de horror em frente à fogueira, que depois de apagada, ela surgirá das cinzas.
Numa dança sensual, sem necessidade de ensaio ou preparo.
Sobe e desce, gira e rodopia sem fazer nenhum barulho.
A cidade toda se afasta e quem está perto, fica olhando hipnotizado.


É a fumaça que lhe veste, num único véu.
Ela toda faceira se embebeda daquela história e antes da luz do dia raiar e o Sol transformá-la mais uma vez em fugitiva, ela dança.
Talvez o que ela mais queira é que a Lua permitisse que ela tivesse seu espaço pelo menos durante a noite.
Mas é feliz naquele momento.
E volta a ser plena e se esconde de novo, soprada pelo vento...

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!