A Esperança é Carmim...

Enquanto caminhava na noite, cabisbaixo, Yansen pensava.
Era difícil focar em qualquer coisa diferente naquele momento, sua vida andava desestruturada. Toda ela.
Morava sozinho, e solitário, não sabia como ainda estava vivo, preso numa redoma que ele mesmo criou para se proteger do mundo, se viu enclausurado na própria casa, onde não havia qualquer possibilidade de encontrar uma saída.
Estava confinado em si mesmo, quando na verdade queria se assegurar de que poderia viver só, provar que conseguiria suporta sua própria presença.

Então andava olhando o chão, as outras casas, os céus e as estrelas procurando uma dica para libertar-se de sua maldição autoinoculada.
Numa rua sem saída, sentiu-se mal, como se ali fosse o fim do mundo, sentou-se na beira da rua e respirou fundo para espantar o sentimento de claustrofobia que o tomara de súbito.
Quase sem ar e com dores fortes no peito, ele gritou! Um gato assustou-se e correu para fora do beco.
A Lua não brilhava naquela noite, e a fraca luz do poste fazia aumentar ainda mais o sentimento de aperto e a solidão. Aquela era a única coisa que o mantinha vivo, e também o mantinha na sarjeta.

- Que posso fazer? AHH!! Alguém me ajude!

Uma estrela o ouviu, viu aquele homem agonizando e gritando, sofrendo com as dores da alma, mas pior, morrendo com as dúvidas de uma mente reclusa.

- Uma coisa de cada vez meu rapaz, ninguém pode te ajudar, senão tu mesmo. - Disse Thuban uma das estrelas mais brilhantes da constelação de Draco. - Mas posso entender que não conseguirá agora, sozinho, sem guia.
Existe um pensamento do oriente do seu planeta que diz assim... - E com voz suave e delicada, Thuban declamou o pensamento como se fosse um poema:

"Existe uma linha vermelha, invisível aos olhos, que conecta todos que estão destinados a se encontrar.
E não importa o tempo, o lugar ou as circunstâncias.
Esse fio pode ser apertado, ou emaranhado, mas nunca rompido."

Fonte: http://xdisenchantedx92.deviantart.com/
- Meu caro rapaz, quando estiver sentindo-se assim, lembre-se da linha vermelha que te trará o amor de sua vida, e saiba que estão ligados de forma que não está nunca sozinho...

Yansen acordou em sua cama, era 03:25 da manhã e ele não fazia ideia de como podia estar ali.
Foi um sonho, tudo aquilo? E aquele aperto em seu peito ainda existia.
Mas o que ficou foi aquela luz que lhe guiou para o encontro de uma esperança, uma esperança carmim...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O misterioso Escorpião!

Arte: Fine Art de Vladimir Kush...

Não morrer jamais...