Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

domingo, 4 de dezembro de 2011

Separado é Tudo Junto por uma razão...


Quando inserimos Espiritualidade em qualquer discussão, além de na maioria das vezes ser confundida com uma religião, querem separá-la de tudo! Quando o contrário é o mais coerente, já que ela é tão curiosa que se encaixa em todos os assuntos e acontecimentos.

Outro dia, conversando sobre a consciência Crística com uma pessoa de religião cristã, me falaram que se for entrar na questão da espiritualidade temos que separá-la da religião, pois são coisas diferentes!
Concordo plenamente que são coisas diferentes! MAS são complementares, já que a religião é um dos caminhos para a Espiritualidade, porém religião sozinha nunca vai levar ninguém até lá.

Quando falamos em Espiritualidade, estamos falando em um conjunto de ciência, filosofia e fé, que tem o objetivo de ensinar através do questionamento. Não existe um caminho certo, uma maneira correta, uma única visão, não existe Verdade, senão o caminho que você percorreu para encontrá-la.
Também não existe errado, falso, mentiroso, para a Espiritualidade estas são todas formas de aprender o que não deve ser feito/refeito. São nossas experiências que nos guiam e nos ensinam.
Aprendemos muito com nossos erros, nossos defeitos, mas preferimos focar nos erros e defeitos dos outros, para justificar os nossos. A humanidade está usando isso não mais como justificativa para seus erros, mas como forma de aproveitar-se deles para ganhos fúteis e para desestruturar nossa já abalada fé.

Ao contrário da religião (que hoje em dia é tida com regras para a fé, quando na realidade deveria ser uma guia para o bom convívio, união com o divino e entendimento entre povos e culturas independente da fé) a espiritualidade está em todos os momentos, relacionamentos, ações e pensamentos do nosso dia-a-dia. Ela é cada momento, seguindo o fluxo, realizando o destino, seguindo seus instintos, aguçando cada pensamento, reagindo às nossas ações, respondendo e formulando questões, oferecendo desafios, vitórias e desastres, etc.

A maioria das pessoas não aceitam o termo Espiritualidade, mas seu comportamento se encaixa com suas principais características, e isso é muito interessante.
Não importa como você chame, não importa se você se dedica à uma religião, à ciência, à filosofia ou à fé, isoladamente ou em uma combinação de qualquer delas.
Questionando, buscando aprender e entender suas ações, emoções e sua crença é ser espiritualizado e portanto buscar continuamente pela SUA Verdade, desenvolvendo-se e evoluindo, sem preconceitos ou perdendo tempo inutilmente tentando provar o que é certo ou errado.

Separar as coisas é uma das formas que a espiritualidade ensina para que entendamos o Todo.
Sendo assim, brincamos com o dito popular: Separado é Tudo Junto e Tudo Junto é Separado!
Um grande ciclo, infinito.

Separamos tudo para entender o Todo e o Todo é formado por cada item, cada pessoa, cada átomo juntos. Só é sábio separarmos as coisas quando estamos tentando entender mais sobre elas. Dizer que algo deve ser separado por ser diferente é uma tremenda tolice!
É montar um quebra-cabeças sem ter todas as peças...

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!