doido, Dormindo, domingo, doído, doido...

domingo,
entre 13:13 e 13:15,
você acordou com dores no corpo, e um telefone batendo na sua cabeça...

era ele,
te chamando para dar uma volta, esfriar a cabeça...
certo, vamos dar uma volta, mas venha aqui, preciso de apoio pra levantar da cama.
não me acordou, foi o telefone,
sim eu quero um motivo pra levantar, porque a cama não quer que eu levante!

saíram
andando pelo parque nenhum dos dois tinha o que dizer,
meu corpo inteiro doía, a noite tinha sido completamente caótica,
acordei 5 vezes assustado, não havia dor real.
não havia cicatrizes, só na mente.

eu te chamei aqui, porque estava me sentindo sozinho, e tive pesadelos essa noite.
eu estava sendo perseguido por criaturas vermelhas em uma floresta enorme e eu ouvia de longe asas batendo, gritos, barulhos muito altos, metal batendo, urros terríveis... coisas que nunca tinha ouvido e "sentido" antes... me ajuda!

eu não posso te ajudar, porque eu era um dos motivos pelos quais isso tudo está acontecendo.
o que você sonhou não é pesadelo, você estava no meio do que está acontecendo todos os dias no nosso planeta, na camada mais sutil da atmosfera e eu estava lá lutando contra 'queles urros terríveis que você ouviu, não sei .......

Do que tá falando? Foi só um pesadelo! Queria sair e te contar, pra tirar isso da cabeça e você começa a falar esse monte de coisa doida! Me da um tempo....

ei, volta aqui!
... como você foi parar lá.

terminei meu passeio pelo parque...
acompanhado de muitas criaturinhas mágicas que ninguém vê, ninguém quer ver...


Você já percebeu que está doido?
Sim, doido com tanta coisa acontecendo no mundo e você se importando com manter o seu status, manter-se no topo da sociedade, enquanto seu mundo vai para o porão do universo...

doido, é tudo o que você é!

Comentários

  1. Depois de ler a batalha do apocalipse, gostei de ler esse texto!
    rs

    ResponderExcluir
  2. Fantástico, uma crônica da contemporaneidade! Vai do particular ao global em poucas linhas.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!

Postagens mais visitadas deste blog

O misterioso Escorpião!

Arte: Fine Art de Vladimir Kush...

Não morrer jamais...