Último Boa Noite...

O Homem é livre, mas não sabendo aproveitar a liberdade, se prende a alguma coisa palpável...
Depois de milênios peregrinando ele encontrou um lugar para descansar, sem saber que o descanso é para os mortais, dormiu acordado...
Encontrou-se nos pequenos detalhes, dos que passam desapercebidos até mesmo dos olhos mais bem treinados! Vive feliz desde então...
Mas de saudade ele gritou: Querem-me morto para venerar! Digo-lhes, vivo continuo para alegrar! Mesmo que tenha nascido, aqui, mortal...
Sendo perseguido pelos meus inimigos porque eles não tem a capacidade de viver sem meu exemplo para inspirá-los!
Vi então, uma luz no horizonte e acreditei ser uma fogueira. Quando cheguei perto era uma vela, que se apagou com medo do meu calor...

Por isso, não me peça por um minuto... O tempo comigo não existe... esqueça os limites e aprenda a viver sem se importar se vai chover amanhã...
Se você acha uma idéia bonita e excitante, não compre! Compre uma idéia que você Acredite! E seja fiel a sua Fé! Ou não compre!!
E quando te perguntarem se você é feliz, responda que sim. Você terá feito um coitado feliz! Isso é uma coisa que vale a pena fazer!

Não espere para amar... Ame! Não existe razão para se amar... Existe um amor para cada razão, não o contrário...
Sem saber que era impossível, fui lá e sonhei... Sonhos que se tornam realidade... Sonhos que me fazem viver de verdade... Sonhei...
E depois de fingir gostar do beijo, virei-me e cuspi. Voltei meu rosto cheio de ódio para o ladrão de sonhos e disse o último...
Boa Noite...

Comentários

  1. Muito bom.....gostei muito do texto.
    E a foto então.....ui ui.

    ResponderExcluir
  2. sou do Mexico e gosté muito do texto. muito lindo!!

    ResponderExcluir
  3. gostei do texto e a foto mto linda demais..

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!

Postagens mais visitadas deste blog

O misterioso Escorpião!

Arte: Fine Art de Vladimir Kush...

Não morrer jamais...