Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Sem muita paciência...

Estava eu, sentado, quieto, quando me vem o Mundo inteiro com problemas.
Eu disse:
- Não, agora não dá! Ta na hora de alguém mais trabalhar nesse universo!
Mas o Mundo é insistente e sabendo de que sou capaz, me fez trabalhar.

Aqui estou... trabalhando e lutando por esse mundo.
E ontem mesmo, tomei bronca de meus Guardiões, enquanto Fuun cuidava dos meus ferimentos, ela me falava:
- Já te pedimos mil vezes que pegasse mais leve. Te avisamos que ia dar merda! Olha só seu estado!? Nem consegue levantar. Vai ficar um bom tempo descansando e não vai mais sair desacompanhado!

Depois dessa bronca, Willfan também se juntou a Fuun enquanto me carregava para o quarto:
- Era pra você pelo menos ter chamado a gente antes, mas tem mania de fazer tudo sozinho. Quando a bomba é muito grande, vc não pode querer segurar com uma mão só! Agora descanse e pode ficar quietinho, Candaela vai ficar do seu lado, sim te vigiando!

E eles me deixaram no quarto, deitado, com Candaela me olhando. Não conseguia saber se era um olhar de tristeza ou de pena, mas ele não falou nada.
Agora estou me recuperando rapidamente, alguns ossos já calcificaram completamente, as marcas já estão sumindo do corpo e posso andar normalmente.
Talvez fosse necessário um pouco de água para me ajudar, mas a única água que podia entrar era a do banho. Eles tinham medo que eu fugisse pelo rio...
Como dou trabalho para eles...

Mas o importante é que da próxima vez que o Mundo me der trabalho, eu não vou ter tanta paciência...

domingo, 26 de setembro de 2010

Quem sois vós?

E me diga, quem sois vós para me mandar calar?
Quem pensas que és, oh ser desprezível de carne e osso, sem alma?
E eu que esperava de vós a decência de ser verdadeiro ao menos com si próprio!

Ora, o erro obviamente é meu, esperar de uma raça triste, dependente e existente somente de uma vontade de ver o mundo um pouco diferente, esperar de vós melhoras, bondade e felicidade.
Onde poderia encontrar seres como eu?
Onde esperar encontrá-los?

Seres como eu são complicados, aliás, como eu, não há!
Pois eu não tenho medo de quem sou, não mais!
Pois eu não ouso esconder minha verdadeira face, pois tanto o carinho quanto o tapa não são melhores que na face nua!

Qual é o propósito de viver por um pouco de comida, se podemos fazer muito mais que isso?
Como seria acreditar que o impossível é possível? Você já tentou?
Ao menos Tentou?
Não... nem isso...

Saiba, mortal, viver por bilhares de anos me ensinou muitas coisas, mas acima de tudo, saber que nada vale mais a pena do que tentar!
Você pode falhar, você pode conseguir, mas o objetivo alcançado não é a maior de suas conquistas, pois depois de conseguí-lo, partirá para o próximo! Mas a jornada, o aprendizado e a viagem até conseguir o que quer, nunca serão iguais e ensinam muito mais do que conseguir ou falhar!

O seu caminho é só você quem faz, mas você nunca sabe por onde exatamente vai passar! É claro, quando você arriscar algo novo...
Que tal começar algo novo HOJE?
AGORA!!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Fight The Good Fight / Lutar A Boa Luta




 Fight The Good Fight

Words and music by RIK EMMETT

The days grow shorter and the nights are getting long
Feels like we're running out of time
Every day it seems much harder tellin' right from wrong
You got to read between the lines

Don't get discouraged, don't be afraid, we can
Make it through another day
Make it worth the price we pay

The Good Book says it's better to give than to receive
I do my best to do my part
Nothin' in my pockets I got nothin' up my sleeve
I keep my magic in my heart

Keep up your spirit, keep up your faith, baby
I am counting on you
You know what you've got to do

CHORUS:
Fight the good fight every moment
Every minute every day
Fight the good fight every moment
It's your only way

All your life you've been waiting for your chance
Where you'll fit into the plan
But you're the master of your own destiny
So give and take the best that you can

You think a little more money will buy your soul some rest
You'd better think of something else instead
You're so afraid of being honest with yourself
You'd better take a look inside your head

Nothing is easy, nothing good is free
But I can tell you where to start
Take a look inside your heart
There's an answer in your heart

CHORUS

---------------------------------------------

Lutar A Boa Luta

Letra e música por RIK EMMETT

Os dias crescem mais curtos e as noites estão ficando longa
Sente como nós estamos correndo para fora de tempo
Todos os dias, parece muito mais difícil direito de errado
Você tem que ler entre as linhas

Não comece desanimado, não tenham medo, nós podemos
Torná-lo através de outro dia
Vale a pena o preço que pagamos

O bom livro diz que é melhor do que dar para receber
Eu faço o meu melhor para fazer minha parte
Nada no meu bolso eu recebi nada a minha manga
Eu manter a minha magia no meu coração

Mantenha-o seu espírito, manter a sua fé, baby
Conto com você
Você sabe o que você tem que fazer

REFRÂO:
Combater o bom combate cada momento
A cada minuto todos os dias
Combater o bom combate cada momento
É a nossa única forma

Toda a sua vida você foi esperar sua chance
Quando você se inserem no plano
Mas você é o capitão de seu próprio destino
Portanto, dar e receber o melhor que você pode

Você acha um pouco mais dinheiro vai comprar sua alma algum descanso
Você acha melhor de outra coisa em vez
Você está tão medo de ser honesto com você mesmo
Você melhor dar uma olhada dentro da sua cabeça

Nada é fácil, nada de bom é gratuita
Mas posso dizer-lhe por onde começar
Dê uma olhada dentro do seu coração
Não há uma resposta no seu coração

REFRÃO

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Elizabethtown

Você tem 5 minutos para ficar triste.

Aproveite...

Desfrute...

Descarte...

E siga em frente!

sábado, 18 de setembro de 2010

Dias de Glória

"Voltando-se àqueles dias de glória, eu me sentia desconfortável quando me pediam para dizer coisas que eu não queria dizer e tinha que negar. Algumas pessoas perguntavam: - você estava sozinho "lá fora"? Nós nunca dávamos a resposta real, pois vimos coisas, coisas estranhas, mas nós sabíamos o que estava "lá fora". E realmente não podíamos dizer nada. Os chefões tinham, de fato, medo disso - eles tinham medo de coisas do tipo "Guerra dos Mundos" e do pânico nas ruas. Assim, tínhamos de nos mantermos quietos. E agora vemos essas coisas nos nossos pesadelos, ou talvez em filmes, e alguns deles estão muito próximos da verdade"
(John Glenn - ex- Astronauta e atualmente Senador dos EUA, em entrevista à Rede NBC)

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

A Iniquidade que nos envergonha

A INIQUIDADE QUE NOS ENVERGONHA.

Data estelar: Júpiter e Urano em conjunção; Lua continua crescendo no signo de Capricórnio.
A iniquidade que nos envergonha, ainda que em si mesma signifique não haver mais vergonha perante a prática de crimes e incorreções, é a mais clara expressão de que o processo mundial requer intervenção divina. Os deuses se expressam através dos humanos e se pretendemos corrigir o rumo do mundo teremos de começar o trabalho reformulando nossos valores íntimos. Esta transformação não pode acontecer como resultado de leis, isso nunca deu certo. A regeneração terá lugar entre nós quando, como indivíduos, sejamos conscientes do que nos limita em pensamento, palavra e obra. A iniquidade viceja perigosamente hoje em dia porque outrora e agora achamos que quando a testemunhamos não era tão importante lhe fazer frente e vencê-la.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

O Mundo é meu pequeno laboratório

Hoje enquanto estava no trabalho, me peguei pensando:
Estou sempre entre muitas pessoas e minha natureza observadora e sagaz, me faz prestar atenção em cada uma delas. Em determinados momentos, fico olhando cada ação nos mínimos detalhes e vou guardando as informações no meu banco de dados. Conheço algumas mais até que elas mesmas.

Vou olhando, observando e aprendendo sobre a pessoa e com isso vou me melhorando.
Aproveito uma qualidade positiva deste aqui, daquela eu vejo que ajo tão errado quanto e corto na hora.
Depois de observar uma criança, eu vejo que a vida é simples.
Depois de observar um idoso, acredito cada vez mais que nada é tão difícil e muito menos impossível.

As vezes eu me pego perdido, vendo uma pessoa cometer os mesmos erros e fico agoniado, pois não consigo entrar em contato, mostrar o que está acontecendo e ajudar.
As vezes, fico frustrado por alguns segundos, porque consigo ajudar, mas a pessoa não deixa.
E tem vezes que sou muito acertivo e as pessoas se assustam! Me perguntam como sei de tudo aquilo, se acabei de conhecê-la e eu digo "Sou sensitivo =D", mas já conhecia até a rotina dela, antes mesmo de ela saber de minha existência.

Quando paro pra pensar, as vezes conheço tantas pessoas que até tornam-se especiais na minha vida, mas essas pessoas nem sabem que eu existo. Nem mesmo me viram uma vez na vida, mas eu conheço sobre o relacionamento furado, os problemas de seus pais e que ela não se entende com o porteiro do prédio.

Eu sou o Observador, e utilizo esse conhecimento e essas informações para minha evolução. É de certa forma egoísta, pois eu aprendo com os problemas dos outros, mas eles podem fazer o mesmo comigo.
Não se preocupe, as informações são todas sigilosas e mais ninguém tem acesso aos arquivos. `^^´

O Mundo inteiro é meu pequeno laboratório... E eu realmente vejo a cada dia, que amo cada humano, cada um deles, até mesmo os que não se dão bem com nada, pois todos eles me são especiais pela sua existência.

Obrigado...

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Você faz o seu mundo!

Aqueles que conseguem entender a si mesmos, podem muito mais.
Mas qual seria o objetivo de conhecer ainda mais de nós, se isso só vai nos trazer cada vez mais responsabilidades, não é mesmo?

Pode ser, que assim como eu, você pense:
- Claro que eu quero me conhecer mais, expandir meus horizontes, meus conhecimentos e evoluir!

Existem os que estão no meio termo. São neutros e pensam assim:
- Atingi meu objetivo e não preciso ir mais longe... quero sombra e água fresca.
Sendo sincero, admiro estas pessoas. Por mais que elas estejam estacionadas hoje, elas chegaram onde queriam, lutaram para chegar até lá. Chegaram e merecem o seu descanso e se eles estão aproveitando, ótimo!

Mas a maioria da humanidade pensa dessa forma:
- Eu nem vou expandi esse negócio de horizonte aí não, veio! Pra que? Pra trabalhar que nem um camelo e depois fica todo podre aí? Nem rola, ta ligado?
Ou pior:
- Eu não consigo entender, eu trabalho pra caramba, dou meu sangue, mas ninguém vê isso, ninguém reconhece meu trabalho e eu não consigo nada do que eu quero.
Essas pessoas não entendem quando alguém consegue algo na vida, se frustram quando não conseguem o que querem e param, desistem até mesmo de tentar melhorar.
Querem que tudo venha de encontro com eles, querem que todas as lições sejam entregues de bandeija e não se esforçam no sentido de evoluir, querem só os benefícios e saber o que eles vão ganhar se eles fizerem isso.

Esquecemos os valores de ser humano, não nos sentimos bem quando ajudamos os outros, não nos alimentamos de bons tratos e boas companhias.
Hoje trocamos isso por dinheiro, influência e fama.

Agora, vamos pensar pelo outro lado.
Quando expandimos nossos horizontes, não ganhamos mais responsabilidades como um sacrifício pela humanidade, como uma coisa ruim, mas sim como uma oportunidade de continuarmos a melhorar!
Nos sentimos bem em fazer mais, em estar sempre na ativa, ajudando o máximo de pessoas que pudermos, mas isso não significa nos sacrificarmos e perder qualidade de vida e saúde na empreitada.

Ser melhor, fazer mais, é como ir pra academia. Nós começamos pequenos, magrinhos e fracos, só conseguimos colocar 5 kg de cada lado da barra do supino. Com o tempo, com a prática, ficamos mais fortes, aumentamos gradativamente, nossa capacidade e colocamos 10 kg de cada lado da barra. Até que depois de um tempo, conseguimos colocar 50 kg de cada lado da barra.

Cada vez que ajudamos alguém, que trabalhamos nossa capacidade de realização, atualizamos nosso conhecimento, nos tornamos mais fortes, mais capazes, mais ativos e não queremos mais parar!
Nos realizamos, nos sentimos bem, nos sentimos VIVOS!

Busque entender-se. Busque desenvolver-se. Busque sua Evolução!
E sempre procure ajuda, quando precisar! `^^´

Faça sua vida melhor, assim você faz o seu mundo!

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Estamos com pressa de que?

Você sabe me dizer?
Você sabe o por quê corre tanto todos os dias?
Você sabe por quê o tempo que você tinha antes, hoje não mais existe?

Fazemos ainda as mesmas coisas, mas tudo hoje leva mais tempo do que levava a 10 anos atrás...
Ou será que leva o mesmo tempo, mas estamos com tanta pressa, que nem percebemos?

Temos tudo para fazer com que tudo seja cada vez mais rápido.
Temos tudo para tornar nossas vidas mais fáceis, então por quê não está?

Ficamos acordados até mais TARDE, acordamos mais CEDO e parece que ainda precisamos de mais TEMPO para terminar tudo que TEMOS que fazer.
Nosso relógio interno está correndo como um louco! Somos perseguidos e caçados pelo Coelho Branco ao mesmo tempo.

Estamos acelerados em todos os aspectos. Nosso emocional está acelerado, nosso racional está acelerado, nosso corpo, nossa vida, nossos momentos de paz já quase não existem.
Queremos fazer tudo mais depressa, queremos que tudo corra mais rápido para poder fazer mais, poder mais, ir mais, rir mais, descansar mais!

Mas o objetivo, sempre fica pra depois, porque agora tenho que fazer, para amanhã ficar tranquilo.
Mas... por quê só AMANHÃ??
Temos que viver, ser, estar, sentir, raciocinar HOJE!

Você sempre vai se preparar para o futuro, e fazer isso é pensar no futuro.
Mas nos tornamos viciados no futuro, tudo que pensamos é o futuro, temos que ter dinheiro para o futuro, temos que estar bem empregados para o futuro, temos que ter carro e casa no futuro, tenho que trabalhar para sustentar minha família do futuro.

Enquanto isso, seu presente, fica como esse relógio aí, onde você vê seu tempo passar....

Pense nisso.......

domingo, 12 de setembro de 2010

Não deve ser perfeito!

"Não existe nada nesse mundo que seja perfeito...
Apesar de parecer uma frase banal, é uma verdade.
Mesmo assim, os seres normais louvam a perfeição e anseiam por ela.
Mas qual é o significado de algo perfeito?
Nenhum.
Nada, nadinha.

Eu tenho aversão a perfeição!
Se algo for perfeito, não há nada acima disso.
Não haveria espaço para a criação.
Significa que não poderíamos usar a inteligência ou o talento!
A perfeição é uma desgraça para nós...
Deve ser algo mais incrível do que existe até agora, mas não deve ser perfeito!"

Dyunibantai Taichio (Capitão do 12º Esquadrão) : Kurotsuchi Mayuri

Vivendo bem!

Se eu fosse colocar no papel o que eu faço para estar bem seria:

1º esteja bem com você mesmo e no máximo de equilíbrio possível;

2º nunca se prepare para surpresas, se é uma surpresa, você nunca vai estar preparado! Dããã;

3º espere tudo de todo mundo... mas não julgue ou "ache que é";


4º viva sua vida e deixe a dos outros com eles;

5º não dependa de ninguém!

Esses tópicos me ajudam muito a levar uma vida tranquila, por isso quis dividir com vocês. É uma pena, a gente olhar para as pessoas e elas não usarem esses pontos que, pra mim, são tão básicos, mas que eu entendo, para alguns MUITO difíceis de se por em prática!

Sendo bem sincero, a nossa vida é pra ser vivida da maneira mais simples. Uma mente simples e sem preocupações pensa melhor, imagina situações diversas e infinitas para resolução de problemas e inventa muitas facilidades, modos de ajudar e de se divertir.
Óbvio também fazem isso para outros objetivos, mas esses são malucos! ahuah

Um exemplo na informática, os programas que são criados nas linguagens mais básicas de programação, geralmente são os melhores e mais confiáveis, com menos problemas e mais funcionalidades.

Claro, como tudo no mundo, tem seus pros e contras! Vivemos com isso todos os dias de nossas vidas e isso faz com que enfrentemos os desafios com mais expectativas!

Enfim... simplifiquem suas vidas, seus atos, seus pensamentos ao máximo. E gastem a energia, força de pensamento e tempo que iria gastar se lamentando ou rodando sem sair do lugar, buscando novas alternativas e melhorias para tudo na sua vida e para as vidas à sua volta.

Viva Melhor!!! `^^´

sábado, 11 de setembro de 2010

A VERDADE ESTÁ NA CARA, MAS NÃO SE IMPÕE

Um pouco de política, porque não somos de ferro.
E espero que um dia, a gente cresça e apareça, porque realmente a verdade ta toda aí, mas nossas mãos estão atadas... Que podemos fazer, se quem pode fazer não faz?


A VERDADE ESTÁ NA CARA, MAS NÃO SE IMPÕE.
(ARNALDO JABOR)


   O que foi que nos aconteceu?
   No Brasil, estamos diante de acontecimentos inexplicáveis, ou melhor,'explicáveis' demais.
   Toda a verdade já foi descoberta, todos os crimes provados, todas as mentiras percebidas.
   Tudo já aconteceu e nada acontece. Os culpados estão catalogados, fichados, e nada rola.
    A verdade está na cara, mas a verdade não se impõe. Isto é uma situação inédita na História brasileira!!!!!!!
   Claro que a mentira sempre foi a base do sistema político, infiltrada no labirinto das oligarquias, mas nunca a verdade foi tão límpida à nossa frente e, no entanto, tão inútil, impotente, desfigurada!!!!!!!!
   Os fatos reais: com a eleição de Lula, uma quadrilha se enfiou no governo e desviou bilhões de dinheiro público para tomar o Estado e ficar no poder 20 anos!!!!
   Os culpados são todos conhecidos, tudo está decifrado, os cheques assinados, as contas no estrangeiro, os tapes, as provas irrefutáveis, mas o governo psicopata de Lula nega e ignora tudo !!!!!
   Questionado ou flagrado, o psicopata não se responsabiliza por suas ações. Sempre se acha inocente ou vítima do mundo, do qual tem de se vingar. O outro não existe para ele e não sente nem remorso nem vergonha do que faz !!!!!
   Mente compulsivamente, acreditando na própria mentira, para conseguir poder. Este governo é psicopata!!! Seus membros riem da verdade, viram-lhe as costas, passam-lhe a mão nas nádegas. A verdade se encolhe, humilhada, num canto. E o pior é que o Lula, amparado em sua imagem de 'povo', consegue transformar a Razão em vilã, as provas contra ele em acusações 'falsas', sua condição de cúmplice e Comandante em 'vítima'!!!!! 
   E a população ignorante engole tudo.. Como é possível isso?
   Simples: o Judiciário paralítico entoca todos os crimes na Fortaleza da lentidão e da impunidade. Só daqui a dois anos serão julgados os indiciados - nos comunica o STF..
   Os delitos são esquecidos, empacotados, prescrevem. A Lei protege os crimes e regulamenta a própria desmoralização Jornalistas e formadores de opinião sentem-se inúteis, pois a indignação ficou supérflua. O que dizemos não se escreve, o que escrevemos não se finca, tudo quebra diante do poder da mentira desse governo.
   Sei que este é um artigo óbvio, repetitivo, inútil, mas tem de ser escrito...
   Está havendo uma desmoralização do pensamento.
   Deprimo-me:
   Denunciar para quê, se indignar com quê? Fazer o quê?'
   A existência dessa estirpe de mentirosos está dissolvendo a nossa língua. Este neocinismo está a desmoralizar as palavras, os raciocínios. A língua portuguesa, os textos nos jornais, nos blogs, na TV, rádio, tudo fica ridículo diante da ditadura do lulo-petismo.
   A cada cassado perdoado, a cada negação do óbvio, a cada testemunha, muda, aumenta a sensação de que as idéias não correspondem mais Aos fatos!!!!!
   Pior: que os fatos não são nada - só valem as versões, as manipulações.
   No último ano, tivemos um único momento de verdade, louca, operística, grotesca, mas maravilhosa, quando o Roberto Jefferson abriu a cortina do país e deixou-nos ver os intestinos de nossa política.
   Depois surgiram dois grandes documentos históricos: o relatório da CPI dos Correios e o parecer do procurador-geral da república.. São verdades cristalinas, com sol a Pino.
   E, no entanto, chegam a ter um sabor quase de 'gafe'.
   Lulo-Petistas clamam: 'Como é que a Procuradoria Geral, nomeada pelo Lula, tem o desplante de ser tão clara! Como que o Osmar Serraglio pode ser tão explícito, e como o Delcídio Amaral não mentiu em nome do PT ? Como ousaram ser honestos?'
   Sempre que a verdade eclode, reagem.
   Quando um juiz condena rápido, é chamado de exibicionista'. Quando apareceu aquela grana toda no Maranhão (lembram, filhinhos?), a família Sarney reagiu ofendida com a falta de 'finesse' do governo de FH, que não teve a delicadeza de avisar que a polícia estava chegando....
   Mas agora é diferente.
   As palavras estão sendo esvaziadas de sentido. Assim como o stalinismo apagava fotos, reescrevia textos para contestar seus crimes, o governo do Lula está criando uma língua nova, uma neo-língua empobrecedora da ciência política, uma língua esquemática, dualista, maniqueísta, nos preparando para o futuro político simplista que está se consolidando no horizonte.
   Toda a complexidade rica do país será transformada em uma massa de palavras de ordem , de preconceitos ideológicos movidos a dualismos e oposições, como tendem a fazer o Populismo e o simplismo.
   Dilma será eleita por uma oposição mecânica entre ricos e pobres, dividindo o país em 'a favor' do povo e 'contra', recauchutando significados que não dão mais conta da circularidade do mundo atual. Teremos o 'sim' e o 'não', teremos a depressão da razão de um lado e a psicopatia política de outro, teremos a volta da oposição Mundo x Brasil, nacional x internacional e um voluntarismo que legitima o governo de um Lula 2 e um Garotinho depois.
   Alguns otimistas dizem: 'Não... este maremoto de mentiras nos dará uma fome de Verdades'!

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Vem comigo...

Senta aqui, vou te contar uma história de quando eu era criança...

Eu era meio inseguro, não acreditava em mim mesmo e sonhava como se o sonho fosse a realidade. Eu era feliz, totalmente inocente, mas eu não era livre, não podia fazer o que eu queria, tinha medo de mim.

Então eu fui crescendo um pouco mais, me desenvolvendo e fui colocado diante de mim mesmo. Passei um bom tempo no meu mundo, no meu infinito espaço privado, onde fui apresentado a vários "Eus". Cada um deles se apresentava de forma diferente, tinham atitudes e emoções distintas, mas todos eles mostraram se importar muito comigo. De forma particular, eles sempre queriam ter certeza de que eu estava bem durante a nossa viagem. Todos eles se preocupavam comigo e faziam questão de demonstrar isso, a qualquer custo! Na minha viagem eu ia passando por salas, e em cada uma delas eu encontrava uma personificação das minhas emoções.

Na primeira sala conheci o meu eu Triste, ele estava sentado chorando em uma cadeira fofa de veludo vermelho, ele chorava tanto que mal conseguia falar. O que ele me disse foi:
- Chore... ta? Quando você quiser, ou quando precisar, vou estar lá com você... - e voltou a chorar copiosamente sem conseguir falar mais nada.

Na segunda sala eu encontrei meu eu Estressado, estava atrás de uma mesa com vários papéis espalhados, esbaforido, preocupado com o que ia enviar para os outros "Eus", mas quando ele me viu, parou o que estava fazendo para me dizer apressado:
- Você está em todos esses papéis, tudo isso aqui é um pouco de você, e eu faço a minha parte para que tudo corra direitinho, está satisfeito? - ele perguntou ansioso já recomeçando a trabalhar. Quando respondi que estava sim satisfeito, ele abriu um sorriso e continuou o seu trabalho com os papéis, ainda mais frenético que antes.

Na terceira sala, meu eu estava calado, era o Pensativo. Ficamos alguns minutos parados e em pleno silêncio, até que de repente ele me olhou e disse ao meu ouvido:
- Eu penso sempre em você, sabia? - Eu sorri tímido e ele continuou sério: - Você devia fazer isso mais vezes, hum. 

Na próxima sala, meu eu Esperançoso estava me esperando na porta, quando ele me viu, seus olhos se iluminaram e eu fiquei surpreso. Ele me entregou uma carta e disse:
- Sempre esperei te ver pessoalmente, sabia que esse dia ia chegar! Obrigado, este aqui é o meu presente por ter vindo até aqui para me ver, mas só deve abra-la no final da viagem. - Enquanto ia embora, ele dava tchauzinho muito contente.

E assim eu fui me conhecendo, meu eu Amante, meu eu Nervoso, meu eu Deprimido, meu eu Desesperado, meu eu Desiludido, meu eu Destrutivo, meu eu Bem Humorado, e muitos outros.

Na última sala, estava meu eu Feliz, ele estava sentado na mesma cadeira fofa de veludo vermelho que meu eu Triste, só que ele estava rindo, gargalhando, e entre soluços ele me disse:
- Você é o melhor do mundo! Eu sou muito FELIZ por ser VOCÊ! - e descobri que posso ser ainda mais feliz do que eu já sou.

Então o meu eu Paciente, que foi meu guia, me levando de porta em porta, colocou-me em frente à porta de saída, dizendo para que não me esquecesse do presente que havia recebido do Pensador, e disse antes que eu abrisse a carta:
- Foi ótimo dar essa volta contigo, agora espero que possa entender melhor como nos sentimos e acredito que conheceu tudo o que precisava sobre nós, e sobre você, para enfim transformar-se. Está aí, neste presente de todos nós! Tchau, tchau e Obrigado!

Então, eu abri a carta e vi a mais fantástica queima de fogos da minha vida!
Depois olhei no envelope e havia uma folha onde estava escrito: NÓS AMAMOS E SOMOS LEAIS A VOCÊ!

A partir daquele dia, minha vida se transformou no meu espetáculo, onde eu sou o astro e tudo que acontece é bom, me tornei fiel e leal a mim mesmo.
Eu aprendi a me Amar!

Espero que você também aprenda isso, quando conversar com seus vários diferentes e especiais "Eus", quando conhecer o seu Infinito Particular! Procure o bilhete para fazer essa viagem e...
Vem comigo... Eu te levo...

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Love like Ponyo!

O Amor que vale a pena é aquele que vem como uma onda do mar e nos deixa felizes simplesmente pela sua vinda, se ele vai embora, assim como a onda vai embora, ela volta outra vez... e a Vida e o Amor continuam!

Pense no outro lado também, pois a onda é o amor do mar, e quando ela vai até a praia, o mar sente saudades, mas ela volta, pois este é seu verdadeiro Amor. E isso acontece em um ciclo infinito, entre todas as existências no mundo. Tudo vai e volta, pois ali é onde seu Amor está, e por isso quando volta, está renovado, está mais forte, está ali, fiel.

Eu já me deparei com várias ondas no meu mar.
Muitas delas vão e voltam, algumas demoram mais pra ir, outras demoram mais pra voltar, mas elas continuam com o ciclo.
Mas o meu Amor está em outro mar. Geralmente, os mares estão ligados, mas isso só acontece na geografia da humanidade. Os mares são muito ocupados em manter o seu equilíbrio, manter tudo em ordem, pois são responsáveis por muitas vidas e muitos amores. Não é falta de tempo, nem mesmo de oportunidade, pois para o mar o tempo é diferente, é lento, mas sua rotina é agitada e portanto, é também a do mar amado.
Os dois estão sempre juntos, nunca sozinhos, mas sempre ocupados. O Amor entre mares é de muita tormenta e tempestades, repleto de contratempos e principalmente de difícil convívio.

Apesar de não estarem presos ao tempo, e por serem grandes, os mares estão ligados a tudo, porém sem o privilégio que tem as ondas de ir e vir, ficam esperando a onda voltar... Mas é consequência do tempo do mar ser diferente do tempo dos outros seres, afinal o mar também se move nesse vai e vem, muito lentamente e abrangente, chegando mais perto por longos períodos, mas também afastando-se por muitos anos.
Aguardando o momento, pois quando acontecer, será especial.
Tem de ser especial, pois é tão único!


It's Love like Ponyo!

domingo, 5 de setembro de 2010

Memórias e Sentimentos

Quando estamos sozinhos, é impossível impedir nossas mentes, elas começam a vagar por aí perdidas e algumas dessas viagens nos levam a encontrar pessoas, ou momentos, ou até sentimentos que não nos recordávamos e que estavam guardados no nosso baú da memória.

E um desses momentos me remeteu mais uma vez a lembrar do mar, das águas que sempre me foram fonte de inspiração, fonte de vida e proteção, além de um lugar para me distrair e me divertir com os amigos.
Neste mar em especial, eu estou totalmente submerso.

Eu fui criado no mar, treinado no mar e posso contar muitas histórias de sua criação, todas elas são verdadeiras, principalmente as que mais se diferem.
Era engraçado ver as caras assustadas das crianças quando lhes contava as histórias de como o mar foi criado.
Elas imaginavam algo grande e mágico, quando lhes dizia que era apenas formado de amor, felicidade e muito sacrifício, elas ficavam decepcionadas... Elas iriam entender o significado desses sentimentos mais pra frente.

A paixão que tenho pelo mar, me levou a rever um dos momentos mais especiais da minha longa vida, foi quando eu encontrei meu primeiro desafio enquanto pessoa, foi quando tive que mostrar minha fragilidade e paciência, frente a um ser muito puro.

Eu estava preparado para uma batalha, uma vila vizinha à minha estava sendo atacada por um povo rival, e enquanto estava caminhando pela beirada da água do mar, me encaminhando para o lugar do confronto, fui interrompido por uma ninfa. Ela era linda, sua pele era branca e lisa como o gelo, ela estava coberta por flores e algas azuis, envolta em luz e era acompanhada por uma corte de outras seis ninfas, todas montadas em cavalos também brancos.
Ela era a rainha das ninfas e estava me procurando por uma razão especial, eu seria o pai de seu único filho e herdeiro de seu reino, e assim ela me disse:
- O pai da criança que será meu filho deve ter muitas qualidades, mas uma em especial, tem que ser um nobre do mar, alguém que compreenda como é a vida e se alegre somente em vivê-la. Não precisamos de mais nada, mas você possui muitas outras qualidades das quais gostaria de ver em meu herdeiro. E é bom que seja você, pois já nos conhecemos.

Eu não a via a muito tempo, só reconheci quando ela citou que me conhecia. Era uma alegria saber que ela ainda se lembrava de mim.
E então, tudo parou, naquele momento, só existia ela e eu. Nos abraçamos e ela me beijou.
Estávamos unidos pelos laços da amizade da infância que passamos juntos no mar e pelos laços da criação da criança que agora começaria a crescer em seu ventre.

E quando tudo acabou, ela me entregou seu arco, para que eu defendesse a vila que estava sendo atacada.
Lutei contra os inimigos do povo com a bravura de um pai para proteger o seu filho. Lutei imaginando que meu filho dependia disso e junto dos outros cavaleiros, expulsamos os invasores.

Quando voltei para casa ela já não estava mais lá, pois o que ela precisava de mim ela já havia conseguido. E eu sabia que só veria meu filho quando ele já fosse um homem feito, pois assim eram as leis das ninfas.
Aguardo por esse dia... meu filho...

Ah o mar e suas ondas nos trazem muitas lembranças e  muito agradeço por isso! `^^´

sábado, 4 de setembro de 2010

A Lenda da Katana

Irashaimase!



Existiu a muito tempo a lenda de uma espada, uma Katana, chamada 海傷 (Umikizu) que em português se traduz: Corte dos Mares.
Como o próprio nome nos diz, a lenda conta que essa espada era capaz de cortar os mares com apenas um golpe. E foi nas águas, nem agitadas nem calmas, dos mares onde ela foi forjada, por isso foi abençoada pelo elemento do equilíbrio.

A lenda nos conta da qualidade da lâmina, da riqueza dos detalhes que foram cuidadosamente esculpidos em toda sua extensão. O metal é de uma liga desconhecida e é muito leve porém, resistente e afiado.
O cabo e a bainha da espada também eram trabalhados, enfeitados com muitos detalhes em prata, leves e equilibrados na sua composição, lembrando as ondas quebrando na praia. No final do cabo, uma fita azul foi amarrada, para simbolizar a fidelidade e a união da espada com seu guerreiro e do guerreiro com o mar...

Esta espada desapareceu com seu guerreiro, que segundo a lenda, era conhecido como Pandumiel Tunmarë.
Poucos conhecem essa história, que se passou no Japão, muito antes de serem conhecidos os guerreiros Samurais que usavam as espadas chamadas Katana.

Esta espada foi minha inspiração para o nome do blog, pois eu respeito muito a cultura japonesa e a cultura Samurai, além de gostar muito de tudo relacionado ao elemento Água.
E somente ao citar o nome Umikizu, surge um sentimento de nostalgia...

Bem vindos ao meu novo blog. `^^´

Pandumiel Tunmarë...